23/08/18 - 02:17:30

No debate entre candidatos ao Governo do Estado, Tarantella quebra ‘protocolo’

Oito candidatos ao Governo do Estado participaram, na quarta-feira (22), à noite, na sede da CDL, de uma sabatina promovida pelo ‘Café com Debate’. Nesse primeiro confronto os candidatos revelaram seus projetos para administrar o Estado, respondendo a perguntas entre ele, algumas de três jornalistas e outras da plateia. Todas buscavam respostas para problemas que afetam o Estado.

Todos os candidatos tinham propostas, algumas delas até semelhantes sobre Saúde, Educação, Segurança e até o pagamento em dia do funcionalismo, como foi o caso de Mendonça Prado (DEM) e Valadares Filho (PSB), que chegou a garantir que já no mês de janeiro de 2019, pagará dentro do mês a folha dos servidores, incluindo aposentados e pensionistas.

Estavam lá os candidatos João Tarantella (PSL), Mendonça Prado (DEM), Emerson Ferreira (Rede), Milton Andrade (PMN), Márcio Souza (PSOL), Gilvani Alves (PSTU) e Valadares Filho (PSB). O governador Belivaldo Chagas (PSD), que disputa a reeleição, cancelou sua participação porque estava participando de evento com a presença do candidato a vice-presidente da República pelo PT, Fernando Haddad.

Todos os oito candidatos, que já se acham “eleitos e anunciam que vão assumir o Governo em janeiro do próximo ano”, eram opositores entre sí, mas de forma clara ao governador Belivaldo Chagas, que está à frente do Estado, posição que os debatedores desejam. Nenhum dos oito candidatos deixaram de exibir propostas para a solução de todos os problemas, mas nenhum revelou a forma com que iriam executar algumas reformas radicais.

Sobre a ausência de Belivaldo Chagas, um dos seus assessores que acompanhou o debate admitiu que foi melhor ele não ter participado: “Belivaldo seria a vidraça para os oito adversários que debateriam com ele, porque as criticas foram todas ao Governo”. Alguns dos candidatos levaram claques e foram aplaudidos em algumas palavras que expuseram. Foram expostas algumas propostas de outras candidaturas e algumas novas, mas sem passar confiança da realização.

João Tarantella (PSL), já no final do debate, fez críticas pesadas ao candidato do PSB, Valadares Filho, lembrando do tempo que ele esteve na companhia de Belivaldo Chagas, quando o governador era seu correligionário. Também criticou o Dr. Êmerson (Rede), lembrando que “ele tentou fazer uma negociata com o PSB para uma composição e que fora frustrada por ação do delegado Alessandro Vieira, candidato ao Senado ao lado de Êmerson.

A acusação de Tarantella deu direito de resposta ao candidato Dr. Êmerson que admitiu conversas com “outros partidos para composição, mas sem fazer negociatas”. As acusações de Tarantella levantaram aplausos, risos e gritos da plateia, agitando o debate e quebrando protocolos.

O evento político foi organizado pela jornalista Kátia Santana e pela radialista Mágna Santana e foi marcado pela seriedade e pelo tom democrático com que marcou o primeiro confronto entre candidatos a governador de Sergipe.