29/08/18 - 15:50:17

Programação marca 50 anos da APAE Aracaju nesta quinta

Para comemorar o seu cinquentenário a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE ) Aracaju,  realiza nesta quinta-feira, 30, a partir das 9h, na sede da entidade, programação especial que marcará a data.  Durante a solenidade estão previstas homenagens aos parceiros, colaboradores, assistidos, apresentações culturais e musicais, como a participação dos integrantes do Instituto Canarinhos de Sergipe (INCASE), além do lançamento do livro da Pedagoga Ana Cláudia, fruto de uma tese de mestrado que referencia a história da instituição.

Um dos grandes saltos da APAE Aracaju ao longo da história começou há cerca de um ano, quando passou a atuar como Centro Especializado em Reabilitação para pessoas com deficiências física e intelectual (CER II), a partir de convênio firmado com o Ministério da Saúde, pactuado entre Estado e o município de Aracaju, gestor do contrato.

Com isso, a ONG passou a receber por serviços da área de saúde que sempre executou gratuitamente e nunca recebeu por eles.  De acordo com o que foi pactuado entre Estado e Prefeitura de Aracaju, a APAE atenderá assistidos de 67 municípios sergipanos, hoje fazendo uma média de 700 atendimentos/ mês. O CER II da Secretaria Municipal de Saúde, localizado no bairro Siqueira Campos, e o Centro de Integração Raio de Sol (CIRAS), no Bairro Santa Maria, receberá toda a demanda de Aracaju e de mais 7 municípios: Barra dos Coqueiros, São Cristóvão, Itaporanga D’ajuda,  Laranjeiras, Riachuelo, Santa Rosa de Lima, Divina Pastora.

Apesar do contrato firmado, desde o início não tem sido fácil. Primeiro, veio a demora na contratualização junto a Secretaria Municipal de Saúde, no início da gestão atual, depois, mais dificuldades para receber os recursos devido a contratempos na prestação de contas. O fato é que, por causa de ter que se reestruturar para atender as exigências do Ministério da Saúde, ampliando salas, quadro de funcionários e adquirindo equipamentos, a reserva que a APAE tinha foi usada para investimento e os repasses dos recursos não foram feitos na mesma velocidade, como ainda permanecem, o que resulta em salários atrasados dos funcionários e o risco de comprometer o atendimento. Mesmo assim, a entidade segue de cabeça erguida em prol da pessoa com deficiência.

Mesmo com todo o esforço de pessoas abnegadas que iniciaram há 50 anos um trabalho voluntário e gratuito, as dificuldades continuam. A promoção de campanhas são sempre necessárias e mesmo assim, a ajuda que chega, nem sempre é suficiente  para equilibrar as finanças. Em um dos momentos mais críticos, já ameaçada de fechar as portas, a entidade atrasou 7 meses de salários, chegando a sofrer uma intervenção. Passada esta fase, um jovem empresário chamado Max Guimarães, assumiu a direção há cerca de 6 anos e tem tentado promover a inclusão dos assistidos da melhor maneira possível, inclusive, lutou durante dois anos para conseguir este convênio com o MS.

Hoje, a APAE é presidida interinamente pela vice-presidente Gilda Amâncio, já que Max precisou se licenciar do cargo para tentar uma vaga na Assembleia Legislativa de Sergipe.

Para se manter, fora os recursos do Ministério da Saúde, a APAE Aracaju depende bastante da ajuda de pessoas de boa fé e, como muito esforço, os resultados chegam graças ao trabalho desenvolvido pela equipe de telemarketing, hoje, formada por 3 atendentes e mais um motoboy. Fora isso, uma boa ajuda vem através da Deso, uma colaboração do Instituto Banese e a solidariedade de funcionários da Petrobras que criaram uma lista de amigos para contribuir com a causa.

Atualmente a instituição conta com 3 psicólogos, 3 terapeutas ocupacionais, um neuropediatra, um ortopedista, 4 fisioterapeutas, 2 fonoaudiólogas, 3 assistentes sociais, além dos 8 profissionais que atuam nas oficinas terapêuticas, entre pedagogos e psicopedagogos.

Entre os ações de destaque, além das atividades regulares com o Atendimento Educacional Especializado (AEE), oficinas terapêuticas e teatrais, aulas de futsal e capoeira, a APAE firmou parcerias com o Corpo de Bombeiros, através do projeto “cão amigo”, em que os assistidos desenvolvem a psicomotricidade num contato direto com cães labradores; com a UFS, no projeto “UFS rural”, desenvolvendo atividades agrícolas na entidade e no campo; o Karatê adaptado, estimulando mais uma atividade esportiva, superando os próprios limites dos assistidos e promovendo o esporte paraolímpico.

Para ajudar a divulgar as ações e promover a troca de experiências entre o setor, há cerca de dois anos, a instituição firmou uma parceria com a Aperipê TV que exibe em sua grade, todos os sábados às 8h e nas segundas-feiras, às 9h, o programa Inclusão & Saúde, que é gravado no estúdio da emissora e todo produzido pela equipe de comunicação. Trabalho que é replicado em cross media no canal da instituição no YouTube (www.youtube.com.br/apaearacaju) e nas redes sociais no facebook (www.facebook.com/apaearacaju) e instagram: @apaearacaju e no site: www.apaearacaju.org.br, que em breve sofrerá modificações.

A APAE fica Rua Manoel dos Santos Carvalho, 379, esquina com Curitiba, no bairro Industrial, próximo ao Campo do Confiança, onde os interessados podem obter mais informações ou ainda ligar para o (79) 3215-5959 ou 3205-4600.

Fonte: ASCOM – APAE Aracaju