03/09/18 - 15:36:38

CRISTIANO BARRETO ABRE O II CURSO DE INTERVENÇÃO PRISIONAL

O secretário de Justiça e de Defesa do Consumidor, Cristiano Barreto, abriu oficialmente, hoje pela manhã, 3, o II Curso de Intervenção Prisional, em solenidade na Escola de Gestão Penitenciária (Egesp). De hoje até o dia 9, 18 agentes e guardas prisionais, sendo um de Tocantins e outro da Bahia, ficarão confinados no Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan) para as aulas práticas e teóricas, com carga de 168 horas.

O secretário Cristiano Barreto destacou, também, a importância do curso preparando os servidores para situações graves, como rebeliões. “Não queremos nunca que aconteça uma rebelião, mas temos que estar prontos e saber intervir”, disse Cristiano, quando também agradeceu ao diretor da Egesp, Delmário Magalhães, pela organização do evento.

Há um ano e sete meses, período em que Cristiano está à frente da Sejuc, que não há fugas no sistema prisional que tem, atualmente, cerca de 5 mil internos distribuídos em nove presídios. Para o secretário, isso é fruto de muito trabalho dos agentes e guardas prisionais e das parcerias feitas pela pasta com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Polícia Militar, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Defensoria Pública estadual e da União.

“Espero que os senhores e senhoras tenham uma semana bastante produtiva no II Curso”, disse Cristiano, referindo-se aos alunos. Dentre os 18, duas mulheres estão participando: Edlamar Sousa Santos e Luzimare Fernanda.

“Nosso objetivo é qualificar os servidores. Nunca queremos uma rebelião no sistema, mas a preparação para estes momentos é necessária”, disse o diretor da Egesp, Delmário Magalhães. O corregedor da Sejuc, Luiz Roberto Freitas parabenizou Cristiano e Delmário e agradeceu a confiança por fazer parte da equipe.

Durante a solenidade de abertura do curso, duas pessoas receberam o diploma de Amigo da Egesp: Ubirajara Barreto Santos, vice-presidente da Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb), órgão da Prefeitura Municipal de Aracaju, e o soldado da Polícia Militar e integrante do Batalhão de Choque, Bruno Pomponet Silva, que foi representado pelo colega Igor Gabriel Sena e Silva.

Por Antonio Carlos Garcia

Foto assessoria