08/09/18 - 07:48:46

Tropa da PM marcha ao lado dos seus filhos no desfile de 7 de setembro

A comemoração dos 196 anos da Independência do Brasil aconteceu com o tradicional desfile cívico-militar, na manhã desta sexta-feira, 7 de setembro. Como acontece todos os anos, homens e mulheres de várias unidades operacionais da Polícia Militar de Sergipe marcharam em reverência à Pátria, sob os aplausos da sociedade ao longo da Avenida Barão de Maruim, na capital sergipana.

Com 183 anos de história e tradição, a PMSE é atualmente comandada pelo coronel Marcony Cabral Santos e composta por 16 batalhões de policiamento, distribuídos em todo o estado, sendo 11 batalhões de área e cinco batalhões de polícia especializada. Conta, ainda, com seis companhias independentes, recentemente criadas para ofertar maior atenção às áreas sobre suas responsabilidades, além de companhias especializadas que dão suporte ao policiamento de pronta-resposta no combate ao crime.

No desfile deste ano, a Corporação levou para a avenida, familiares dos militares, trajando os uniformes das Unidades e Subunidades. As crianças uniformizadas marcharam ao lado dos seus respectivos parentes, transmitindo muito patriotismo ao público presente. Destacando a importância do exemplo dos valores cívicos para as novas gerações estava o cabo J. Souza, formado recentemente pelo curso de instrutores Proerd. O militar desfilou com suas filhas Camille e Júlia: “A repercussão no meio social é grande e as pessoas passam a enxergar a polícia de forma diferenciada, com mais humanidade, carinho e paciência e tudo isso é passado para as crianças.”.

Pela CIPCães estava o cabo Leão junto ao seu filho Davi Gabriel. O cabo complementou sobre a participação da unidade no tradicional evento: “Esse ano a CIPCães comemora o dia da independência, mostrando às pessoas, a interação e socialização dos nossos companheiros caninos com os militares e a criançada que está conosco e seus cães civis. É uma alegria fazer parte dessa unidade e poder mostrar nosso padrão de treinamento e adestramento no desfile”

A Banda de Música abriu o desfile da Polícia Militar, sob a regência do maestro, tenente Carlos Júlio de Jesus, ritmando a marcha da tropa ao som dos dobrados “Saudades de Minha Terra”, de autoria desconhecida e “Comandante Marcony Cabral” de autoria do sargento Brito, integrante do atual corpo musical.

Durante todo o evento, a tropa foi comandada pelo tenente-coronel George da Silva Melo, acompanhado do seu subcomandante no desfile o major Donald Antônio Araújo da Costa. Os oficiais foram seguidos pelo Porta Símbolo e uma representação do Estado Maior Geral, composta por 15 majores da PMSE, vindo, na sequência, a apresentação da Guarda Bandeira.

Dando continuidade ao desfile, as frações de policiais marcharam pela Barão de Maruim na seguinte sequência: Pelotão de Policiamento Ambiental (PPAmb); Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur); policiamento de trânsito, com representações das duas unidades especializadas da Polícia Militar, o Batalhão de Policia Rodoviária Estadual (BPRv) e a Companhia de Policiamento de trânsito (CPTran); Grupo de Ações Táticas do Interior (GATI); Companhia Independente de Policiamento com Cães (CIPCães); Companhia Independente de Operações Policiais em área de caatinga (Ciopac); Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) e o Comando de Operações Especiais (COE).

Na sequência, encerrando o desfile a pé, a Polícia Militar do Estado de Sergipe trouxe uma representação de cinco projetos sociais apoiados pela Corporação, aprimorando a necessária parceria com os cidadãos sergipanos. O pelotão formado por instrutores e alunos assistidos pelo Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), comandado pela capitã Adriana Littig foi destaque com as crianças do 5º ano da escola Sesc, do Bairro Siqueira Campos. Em seguida desfilaram os alunos do projeto RECRIARTE. Idealizado pelo major Antônio Emanuel Rocha, no ano de 2017, o projeto RECRIARTE foi desenvolvido através de parceria firmada entre a Polícia Militar, Ministério Público e Universidade Federal de Sergipe, tendo como objetivo a inclusão social de crianças e adolescentes através da música e do esporte.

As crianças e adolescentes do projeto social de judô A escola vai ao Batalhão de Choque, idealizado pelo cabo Élvio, foram seguidas pelos integrantes do Projeto Estrelas do Mar, coordenados pelo casal de policiais militares, cabo Byron e capitã Anne Cristiane, em uma iniciativa ímpar que utiliza há 7 anos o esporte como ferramenta de inclusão social. Logo atrás, vieram os jovens atendidos pelo Projeto Fumaça Zero, fundado em 2013, pelo cabo Adriano, do Batalhão Radiopatrulha. Por fim, passaram as crianças do Projeto Amiguinhos da Polícia Militar, coordenadas pelo sargento da reserva Lázaro, que desde 2004, realiza a prevenção primária da criminalidade com comunidades carentes do Bairro Santos Dumont.

O comandante-geral da PMSE, Marcony Cabral conclui sobre o desfile: “O 7 de setembro para nós militares, traz sempre um resgate da soberania do nosso país; o resgate dos valores do amor à pátria; da defesa das instituições democráticas, e a Polícia Militar de Sergipe, há 183 anos, está nesse contexto, defendendo a sociedade, trabalhando em prol da segurança dos sergipanos. O comandante é apenas uma peça na engrenagem. Fica aqui o meu abraço e meu agradecimento a cada um dos policiais militares que neste momento estão desfilando ou estão de serviço em qualquer lugar do estado”.

Para o coronel Paiva, subcomandante-geral da PM, “o 7 de Setembro é sempre um dia de muita felicidade; é um dia de muita satisfação poder colocar o uniforme que envergo desde os dezoito anos de idade para celebrar a maior festa do civismo brasileiro. Hoje comemoramos a Independência do Brasil; o dia em que o nosso país ganhou autonomia; o dia em que o nosso país ganhou soberania e pôde ter vida própria nesse nosso mundo. E por amor a nossa pátria, por amor ao nosso Brasil e para vê-lo crescer cada vez mais, nós temos que comemorar nossa independência e nos somarmos, ombro a ombro, para alavancar a nossa nação.”

*Desfile das viaturas*

Após o desfile da tropa, adentraram na avenida as viaturas da PM empregadas nas diversas modalidades de policiamento ostensivo e repressivo, na capital e no interior sergipano.

O público vibrou com a apresentação das motocicletas do Grupamento Especial Tático de Motos (Getam), executando manobras de habilidade na avenida, conduzindo a Bandeira do Brasil, em posição de destaque no grupamento de desfile.

*Desfile montado*

O Esquadrão de Polícia Montada (EPMon) levou para a solenidade dois pelotões de cavalaria, com 18 conjuntos. O primeiro, simbolizando os Dragões da Independência e o segundo, também com 18 conjuntos, apresentando a fração de Controle de Distúrbios Civis do Esquadrão, que executou evoluções de CDC.

Fonte e foto assessoria