10/09/18 - 07:32:58

Campanha sem sal

Não vai ser fácil esquentar a campanha eleitoral em Sergipe. A expectativa era que os programas políticos no rádio e na televisão colocassem na disputa a dose de pimenta esperada pelos eleitores, porém isso ainda não aconteceu. A campanha de rua se resume, até agora, a uns poucos desempregados que estão ganhando um “trocadinho” para segurar bandeiras verdes, azuis, vermelhas e brancas. Os institutos de pesquisa apontam que um considerável percentual de sergipanos se diz pouco ou totalmente desinteressado pelas eleições deste ano. Alguns analistas políticos acreditam que a campanha continuará nesse ritmo até o fim. A rigidez da lei eleitoral e a fiscalização desenvolvida pelo Ministério Público têm surtido efeitos positivos, mas também contribuem para deixar a disputa sem sal. Pelo andar da carruagem, esta será a campanha mais morna que Sergipe já teve.

Debate na OAB

A seccional sergipana da OAB vai conhecer as propostas dos nove candidatos a governador. De amanhã até quinta-feira, os advogados ouvirão as ideias dos postulantes ao governo. Os debates vão acontecer na sede da Ordem, localizada na avenida Ivo do Prado, em Aracaju. Prestigie!

Pé na estrada

E os candidatos majoritários e proporcionais estão percorrendo o estado em carreatas. A maioria tem preferido fazer campanha no interior, na tentativa de atrair os eleitores indecisos ou que pensam em não comparecer as urnas. Além das carreatas, os candidatos também não perdem as festas religiosas, onde é grande a concentração de eleitores. E haja sola de sapato!

Desanimo preocupa

E quem anda preocupado com o desinteresse do povo pela política é o vereador aracajuano Josenito Vitale, o “Nitinho” (PSD). “Quem não vota perde o direito de participar da democracia”, afirma o parlamentar. “Nitinho” sugere que as pessoas analisem as propostas dos candidatos, vejam o passado de cada um, “pois temos vários políticos com relevantes serviços prestados à população”. É vero!

Latas velhas

Ônibus superlotados representam a principal queixa de quase 60% dos internautas. Recente estudo do projeto Comunica que Muda mostra que, do total de mensagens sobre ônibus nas redes sociais, 72% faziam uma avaliação negativa desse meio de transporte. Mais de 40% dos internautas demonstraram desejo de comprar um carro ou moto para fugir do transporte coletivo. E as empresas de ônibus ainda querem aumentar o preço da já elevadíssima tarifa. Crendeuspai!

Força da máquina

Com a proibição de doações de empresas, candidatos apoiados pela máquina pública se fortaleceram ainda mais na campanha eleitoral deste ano. Muitos prefeitos usam a caneta oficial para ajudar candidatos de suas preferências. Como o Fundo Partidário é insuficiente para bancar as despesas, a forcinha dos gestores municipais tem tornado a disputa eleitoral ainda mais desigual. Cruz credo!

Amigos de Temer

E o candidato a senador Jackson Barreto (MDB) tem lembrado aos sergipanos quais são os amigos do ainda presidente Michel Temer-Treme (MDB). O emedebista acusa os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSDB), além do deputado federal André Moura (PSC), de apoiarem o mordomo de filme de terror. Nem precisa dizer que a lembrança de JB tem irritado por demais Vavá, Amorim e André. Marminino!

Achando-se o melhor

E o candidato a governador Mendonça Prado (DEM) jura ser o mais preparado para administrar Sergipe. Em sua propaganda, o demista informa que, além da boa formação intelectual, foi vereador em Aracaju, deputado estadual e federal, secretário estadual de administração e da segurança pública. Mendoncinha garante que reúne “as melhores condições para fazer uma gestão competente”. Então, tá!

Rola morreu

Será sepultado hoje, o corpo de José Ribeiro, o “Rola”. Em 2002, ele concorreu à Câmara Federal e obteve cerca de 27 mil votos. Não se elegeu, porém a boa votação chamou a atenção de vários partidos. Passados os anos, os políticos que tanto o bajularam de olho nos votos dele, o largaram à própria sorte. Vítima de um câncer e completamente à míngua, “Rola” morreu ontem, na periferia de Socorro. Lastimável!

Legislação ferida

Algumas coligações partidárias de Sergipe não estão usando legendas e janela com intérprete de Libras nas propagandas eleitorais exibidas na televisão. Para garantir o respeito à lei, o Ministério Público denunciou os partidos à Justiça Eleitoral. Segundo o MP, a utilização simultânea dos recursos é fundamental para que as pessoas com deficiência auditiva tenham acesso pleno à propaganda. Certíssimo!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Cruzada, em 6 de setembro de 1947.

Resumo dos Jornais