11/09/18 - 06:06:59

BELIVALDO DIZ QUE A META ELEVAR QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO

Disposto a continuar governando o Estado pelos próximos quatro anos, o governador de Sergipe e candidato à reeleição, Belivaldo Chagas, elaborou o Programa de Governo Pra Sergipe Avançar, documento no qual apresenta, junto com a candidata à vice-governadora, Eliane Aquino, as propostas que irá executar no ciclo 2019-2022 para melhorar a qualidade de vida da população sergipana.

Estruturado em sete eixos de atuação, que estão englobados em oito áreas temáticas e estratégicas para ação do governo estadual, o Programa visa, sobretudo, à reestruturação das finanças públicas para contrapor o Estado à crise financeira nacional. A Saúde pública, área prioritária para o governo Belivaldo, ganha destaca no documento Pra Sergipe Avançar.

O candidato à reeleição reconhece que é necessário o governo elevar a efetividade nas políticas públicas, “pois isso é uma exigência da população sergipana”, afirma. Segundo Belivaldo, a Saúde precisa ser gerida de forma integrada pelos entes federativos, com o Estado, municípios e União cumprindo suas obrigações.

“Temos de atuar na base, buscando fortalecer, de modo colaborativo e articulado, as redes municipais de Saúde, melhorar o atendimento dos hospitais regionais para desafogar o Hospital de Urgências. Para isso, propomos uma implementação ousada de uma solução de gestão integrada da saúde, que estabeleça a melhoria do sistema através da regulação, do monitoramento e avaliação de indicadores de saúde e gestão pública”, garante Belivaldo.

O governador propõe, também, no Programa de Governo Pra Sergipe Avançar, melhorar os atendimentos prestados aos pacientes assistidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), por meio de uma política estadual alicerçada na descentralização de ações e serviços e pautada em um modelo de gestão que considera imprescindível a participação popular, com controle social e articulação inter federativa e colegiados gestores regionais e estadual.

“O processo da saúde pública em Sergipe demanda o fortalecimento dos sistemas de apoio logístico e de governança do SUS. Vamos melhorar a viabilização da universalidade, descentralização e transparência da política na saúde, tendo um sistema de regulação e informação em saúde que fomente a PGASS – Programação Geral de Ações dos Serviços de Saúde. Tudo isso é possível e nós vamos fazer”, assegura o candidato à reeleição.

De acordo com Belivaldo, é necessário priorizar a alocação de recursos em atividades fins, que visam ao atendimento dos usuários dos sistemas públicos, economizando recursos nas atividades meios.

“Vamos melhorar a articulação entre os órgãos envolvidos e adotar tecnologias adequadas de forma a propiciar ganhos consideráveis na utilização dos recursos aplicados nas políticas públicas, aumentando a quantidade, a regularidade e a qualidade dos serviços prestados”, destaca.

O governador afirma que irá otimizar os recursos aplicados na área e integrar os serviços para que possa melhor atender a nossa população, “pois um dos muitos desafios do nosso futuro Governo é implementar a atenção oncológica em todos os seguimentos, desde a prevenção até a atenção hospitalar”.

“O Hospital do Câncer em Sergipe será um complexo de Serviços hospitalar e ambulatorial a ser erguido em blocos por necessidade complementar a oferta atual. Para construir o hospital como estava projetado, o governo iria investir em torno de 100 milhões de reais, outros 60 ou 70 milhões para equipar e teria um custo diário de 1 milhão de reais para manter o hospital em funcionamento”, explica.

A seguir, as principais propostas do Programa de Governo PRA SERGIPE AVANÇAR para a área da Saúde. O documento por ser lido, na íntegra, aqui.

1)         Construção do Hospital do Câncer de Sergipe – HOSE, Governador Marcelo Déda Chagas, por necessidade complementar a oferta atual;

2)         Implantar o Centro Especializado em Reabilitação – CER IV;

3)         Fortalecer a política estadual de educação permanente nos três níveis de atenção à saúde, tendo o trabalhador do SUS como prioridade;

4)         Fortalecer a política de atenção primária em saúde;

5)         Promover a implantação da política estadual de atenção especializada;

6)         Implantar o Centro de Referencia em Saúde do Trabalhador do Estado de Sergipe;

7)         Fortalecer a política de atenção hospitalar e urgência, com foco na regionalização e otimização da prestação de serviço para população;

8)         Fortalecimento da Política Estadual de Regulação, com foco na transparência das listas de espera do SUS;

9)         Fortalecimento da política de Vigilância e promoção em Saúde;

10)       Descentralização e fortalecimento das ações de Vigilância sanitária nos 75 municípios do estado.

11)       Promover campanhas institucionais de utilidade pública, com foco na educação em saúde;

12)       Implantação e operacionalização do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em saúde;

13)       Fortalecimento da Participação Popular – Conselhos, Associações, Comitês, etc.;

14)       Implantação de solução de gestão integrada da saúde de acordo com as diretrizes do SUS;

15)       Informar as produções de saúde da Rede de Atenção nas suas diversas áreas e hierarquias de saúde a fim de aumentar os recursos da união na produção de saúde;

16)       Promover a efetivação do Planejamento Regional Integrado realizando reuniões regionais com gestores municipais efetivando a PGASS – Programação Geral de Ações dos Serviços de Saúde a partir das necessidades de saúde da população;

17)       Implantação de painéis eletrônicos de monitoramento e avaliação de indicadores de saúde;

18)       Implantação da política de Economia da Saúde no estado de Sergipe, como responsável pelo uso racional e eficiente dos recursos do SUS.

Área de anexos

Fonte  assessoria

Foto Marcos Rodrigues