11/09/18 - 05:40:24

SERVIDORES DA SEJUC CONCLUEM CURSO DE INTERVENÇÃO PRISIONAL

 

“Treinamento duro, combate fácil”. Essa frase do diretor da Escola de Gestão Penitenciária (Egesp), Delmário Magalhães,consegue resumir as 168 horas de trabalho intensivo dos  19 agentes penitenciários que participaram do II Curso de Intervenção Prisional, cuja solenidade de encerramento ocorreu neste domingo.  Durante a aula prática, os alunos fizeram uma operação pente fino no pavilhão A, do Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan) e recolheram  27 chunchos, três telefones celulares, dois fones de ouvido e 27 trouxinhas de maconha. Para completar, ainda desfilaram no 7 de Setembro.

O curso começou no dia3 de setembro, com uma aula teórica na sede da Egesp, e depois os alunos ficaram internados na sede do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope),  enquanto que o laboratórios de aulas práticas e teóricas era no Copemcan.  Para se ter uma ideia do grau de imersão do curso, os telefones celulares de todos foram recolhidos e os familiares avisado que, se houvesse necessidade, ligassem para o Copemcan.

A rotina do curso era estressante: começa às 7 da manhã, com intervalo de uma hora para as refeições, e só terminava entre meia-noite e uma hora da manhã.  No curso, os agentes e guardas prisionais passaram pelos mais diversos tipo de situações que podem ocorrer no sistema, sendo o mais grave delas, uma rebelião.  O treinamento pesado, para que eles possam suportar qualquersituação, incluía restrição de alimentação e privação do sono.

Uma das aulas práticas foi uma incursão no pavilhão cinco, ala B do Copemcan, onde foram encontrados diversos materiais ilícitos com os internos. Como acontece nesses casos, a direção da unidade abre um procedimento administrativo disciplinar (PAD) para identificar os responsáveis pelos materiais e aplicar as medidas punitivas previstas em lei.

10 anos –No dia 7 de setembro,  os alunos  do II Curso de Intervenção Prisional tiveram uma pausa das aulas práticas e teóricas e foram para a avenida Barão de Maruim participar do desfile do Dia da Independência. Eraa primeira vez, nos últimos 10 anos, que integrantes da Secretaria de Justiça e de Defesa do Consumidor (Sejuc) participavam de tal evento.

Eles mostraram à população e demais autoridades presentes, os novos equipamentos de proteção individual recentemente adquiridos, a exemplo de capacetes, coletes balísticos e armas, além de viaturas que são usadas no dia a dia das atividades do Departamento do Sistema Prisional (Desipe). Hoje a Sejuc administra nove presídios, com uma população carcerária com cerca de 5 mil internos.

Para o diretor da Egesp, Delmário Magalhães, o curso foi um sucesso e isso pôde ser registrado na alegria dos alunos. No domingo, em solenidade no Copemcan, eles receberam os certificados e os brevês (símbolo do Desipe que é colocado na farda), das madrinhas e padrinhos.

“Graças ao apoio do Secretário Cristiano Barreto, conseguimos superar todos os obstáculos,inclusive pela primeira vez um curso em andamento desfilar no dia 7 de Setembro”, disse Delmário Magalhães.

O secretário de Justiça, Cristiano Barreto disse que“a Egesp está de parabéns pela organização do curso, assim como os servidores que participaram merecem nossas homenagens pelo  desempenho que tiveram”. Ele acrescentou, ainda, a necessidade de todos estarem preparados para qualquer situação adversa que venha ocorrer no sistema, que completou um ano e sete meses sem nenhum registro de fugas.

Por Antonio Carlos Garcia

Foto assessoria