12/09/18 - 17:09:36

Belivaldo: já se pode admitir terminar o ano pagando o servidor dentro do mês

Candidato à reeleição, o governador Belivaldo Chagas foi entrevistado, nesta quarta-feira, 12, no telejornal SETV1, transmitido ao vivo pela TV Sergipe. A entrevista faz parte da série que a emissora está realizando com os cinco candidatos a governador mais bem colocados em pesquisa feita pelo Ibope em Sergipe.

Durante 20 minutos, Belivaldo reafirmou traços característicos de seu estilo de gerir o Governo de Sergipe, e evidenciou o preparo que tem para administrar o Estado pelos próximos quatros anos ao abordar, de forma clara, transparente e aprofundada, temas de interesse social relacionados às áreas de Segurança Pública, Saúde, Previdência e pagamento da folha salarial dos servidores da administração pública estadual. Em todas os tópicos discutidos, o governador apresentou avanços conquistados em sua gestão, que tem pouco mais de cinco meses.

“Temos, hoje, mais pensionista e aposentados que servidores na ativa e a tendência é esse gráfico continuar assim pelos próximos 10 anos. Nós já estamos atuando para solucionar esse problema. Para diminuir o déficit na previdência estamos revisando a legislação previdenciária, garantindo, contudo, os direitos adquiridos pelos servidores, e entramos no regime de previdência complementar, pois não dá pra quem ganha menos pagar a aposentadoria de quem ganha mais. Para receber mais, o servidor contribuirá mais. Já é uma realidade”, afirmou Belivaldo ao explicar que as medidas adotadas resultam em ganhos para os servidores públicos e para as finanças estaduais.

Em relação à Segurança Pública, o governador destacou ter convocado mais de 100 policiais civis, ter restabelecido o funcionamento de 11 delegacias regionais no interior do estado e estar investindo em ações de inteligência, modernização e tecnologia.

“Estamos instalando mais de 80 câmeras de monitoramento em todas divisas estratégicas de Sergipe, com o Sistema Detecta, que promove a integração de bancos de dados de diferentes instituições exclusivas para ações operacionais, preventivas e repressivas das forças de Segurança Pública. Assim, todo veículo que entrar e sair do nosso Estado será identificado pela Secretaria de Segurança Pública”, garante Belivaldo.

Questionado sobre a construção do Hospital do Câncer, o governador e candidato à reeleição afirmou que para construir a unidade tal como projeta, há cinco anos, o governo iria investir em torno de 100 milhões de reais, outros 60 ou 70 milhões para equipar e teria um custo diário de 1 milhão de reais para manter o hospital em funcionamento.

“Não houve desperdício de dinheiro público com a obra de terraplanagem já feita no local onde será construído o hospital. Reformulamos o projeto e o adaptamos à nossa realidade, pois trabalhamos com os pés no chão. Vamos licitar o novo projeto ainda este mês e o Hospital do Câncer será um complexo de Serviços hospitalar e ambulatorial a ser erguido de forma modulada por necessidade complementar a oferta atual de serviços oncológicos no Huse”, destacou Belivaldo.

O governador abordou ainda, na área da Saúde, o atendimento prestado à população pelo Hospital de Cirurgia, “que é uma unidade hospitalar mantida por uma entidade filantrópica que atende pelo SUS”, salientou. Para que o HC pudesse retomar as cirurgias, explicou Belivaldo, foi preciso que o Governo de Sergipe fizesse um aporte de recursos financeiros superior a R$8 milhões.

“Mas aí propomos uma cogestão, na qual indicamos um nome com capacidade técnica e competência para assumir a diretoria de Administração e Finanças. Com isso, estamos ajudando o hospital a reequilibrar suas finanças e atuando para a retomada das cirurgias cardíacas. Mas a Saúde funciona em rede, por isso precisamos de um trabalho integrado entre o Estado, municípios e União para que tudo funcione harmoniosamente e a população receba os serviços de qualidade”, frisou.

Quanto ao pagamento dos salários dos servidores da administração pública estadual, Belivaldo Chagas destacou estar gerindo as finanças públicas com gestão de fluxo de caixa, atuando para reduzir as despesas de custeio e, desse modo, já pagamos a 70% do funcionalismo dentro do mês trabalhado, e os 30% restante até o dia 12 do mês seguinte”, pontuou Belivaldo, ao destacar que o trabalho que a SEFAZ tem executado nos últimos cinco meses lhe permite admitir a possibilidade de encerrar o ano com toda folha de pagamento paga dentro do mês.

Para encerrar a entrevista, o candidato à reeleição estimulou os eleitores a conhecerem todos os que se candidataram ao cargo de governador, as propostas de cada um para administrar o Estado, para que possam escolher o nome que melhor lhes represente.

Fonte e foto assessoria