14/09/18 - 16:06:30

Estado de Sergipe recebe oficina do projeto ABEPSS Itinerante

Durante três dias intensos, profissionais, professores, pesquisadores e estudantes de serviço social de Sergipe se dedicaram a debater, entender e estudar “Os fundamentos do Serviço Social: as atribuições e competências em foco”, durante a 4a. Edição do projeto “ABEPSS Itinerante”. Realizado pela Associação Brasileira de Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS), com o apoio do CRESS Sergipe, o evento aconteceu nos últimos dias 10, 11 e 12 de setembro no NUPEG, na Universidade Federal de Sergipe.

O foco do projeto é promover um espaço de discussão sobre a política social, seus os avanços e diretrizes, aliados às atribuições e competências do Serviço Social, sem perder de vista a perspectiva do projeto ético-político do profissional de Serviço Social em sua atuação em suas diversas politicas públicas.

“O principal objetivo do evento foi contribuir para que a formação em Serviço Social não seja reduzida a simplesmente o repasse mecânico de conteúdos, bem como que esta formação não seja reduzida a procedimentos  que atendam apenas o que o mercado exige”, explicou a conselheira e membro da Comissão de Formação do CRESS Sergipe, Cláudia Itatiana.

De forma dinâmica, a oficina foi conduzida a partir das vivências, da organização em roda e do amplo e rico debate em grupos. “A proposta da oficina é buscar, através da realidade, a informação. O conhecimento é fundamental, mas a realidade é que informa. Assim, os debates que nortearam a oficina partiram da realidade dos próprios docentes, discentes e profissionais que atuam nas políticas públicas”, resumiu Cláudia.

O primeiro dia de encontro foi dedicado à discussão das expressões da questão social e sua relação com a formação, o trabalho e a organização política dos/as Assistentes Sociais. A partir da apresentação e análise coletiva de matérias jornalísticas sobre situações que expressam a questão social – a exemplo da violência, do desemprego, do machismo e da homofobia – se discutiu o papel e a atuação do profissional de serviço social no enfrentamento a estas problemáticas.

No segundo dia de atividades, a oficina se voltou para o debate acerca da importância da formação para o assistente social, compreendendo os fundamentos da profissão de serviço social. “Temos a nossa profissão balizada em três fundamentos: ético político, teórico metodológico e técnico-operativo”, lembrou a conselheira e membro da comissão de formação do CRESS Sergipe, Diléa Lucas de Carvalho, ressaltando a participação qualificada dos profissionais e estudantes presentes na oficina.

Foto assessoria

Por Débora Melo