18/09/18 - 06:19:54

Atividade do Projeto Anjos Azuis fomenta cidadania na UBS Geraldo Magela

A tarde desta segunda-feira, 17, começou diferente para os usuários da Unidade Básica de Saúde (UBS) Geraldo Magela, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Eles foram surpreendidos com o teatro de fantoches do Projeto Anjos Azuis, da Guarda Municipal de Aracaju (GMA).

A ação tem como objetivo alertar a população, por meio de peças teatrais, palestras e rodas de conversa, sobre temas como drogas, bullying, depredação do patrimônio público, violência contra mulher, trânsito e meio ambiente.

Desta vez, o assunto abordado foi o trânsito, onde os guardas municipais puderam conversar com o público-alvo de maneira lúdica sobre os problemas que envolvem a temática.

“Disseminar as condutas cidadãs, solidárias, e boas práticas consigo mesmo e com o próximo no trânsito, é o principal objetivo desta ação”, enfatizou a psicóloga do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) da SMS, Lívia dos Santos.

Importância

O guarda municipal Marcílio Barbosa participa do Anjos Azuis desde sua formação e diz que tanto as crianças têm aprendido muito com as ações, como os guardas também têm passado por um processo de evolução, inclusive pessoal, através do trabalho realizado no SUS.

“Percebemos que poderíamos reduzir os índices de violência através da prevenção e nas nossas apresentações, e é isso que objetivamos fazer: prevenir. Porém, notamos também que enquanto tentamos mudar a postura das crianças e usuários, nós também estamos mudando. Com o projeto, começamos a enxergar através do olhar daqueles que não são guardas. A gente acaba tendo uma visão ainda mais humana das coisas”, destacou o GM.

Para a usuária Marlene dos Santos, esta ação é de grande importância. “Hoje, o trânsito é um dos principais motivos de morte em várias estatísticas. Esta apresentação só vem agregar ainda mais conhecimento”, disse.

Projeto Anjos Azuis

O Projeto Anjos Azuis foi pensado e colocado no papel em 2011 e executado a partir do ano de 2013. A implantação partiu de uma inquietação da GMA em relação as demandas operacionais na rua.

Por meio dele, sete guardas municipais da capital, deixam momentaneamente as operações nas ruas da cidade para se dedicarem ao ofício de colaboradores na construção dos cidadãos.

“Ao longo de cinco anos trabalhamos na tentativa de modificar a visão, principalmente das crianças com relação à Guarda, a equipe do Anjos Azuis tem como termômetro o final de cada apresentação. “Quando chegamos nos lugares, as crianças ficam olhando com um certo receio e, ao final de cada apresentação, nós já recebemos um outro tipo de olhar”, explicou Marcilio.