18/09/18 - 08:44:52

CJE realiza primeiro evento de empreendedorismo feminino

O Brasil tem cerca de 7,9 milhões de mulheres donas de seus próprios negócios. Segundo dados do Sebrae, das 955 mil novas empresas registradas, 51,5% foram abertas por mulheres. Mas onde elas estão em conselhos e entidades de classe?

Pensando em preencher esta lacuna,  criar um senso de comunidade, estímulo ao empreendedorismo feminino e a ocupação de espaços que o núcleo feminino do  Conselho de Jovens Empreendedores de Sergipe (CJE), braço jovem da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) – encabeçado pela desenvolvedora de Front-End  Eloá Barbosa, a advogada Danila Leite e a jornalista Mirella Mattos – criou o evento ‘Negócios com Elas’, que acontecerá no próximo sábado (22), a partir das 14h, no hotel Aquarius. Os ingressos já estão à venda no site do Sympla (https://www.sympla.com.br/negocios-com-elas__353874 )  e custam R$15 antecipadamente e R$20 no dia do evento.

A primeira edição do Negócio com Elas receberá a vereadora Kitty Lima (atualmente candidata à deputada);  a advogada e pré-candidata à vice-presidência da OAB Sergipe, Rose Morais e a coordenadora do Fórum Empresarial de Sergipe, Susana Nascimento, que é a primeira mulher a ocupar este cargo na entidade responsável por coordenar mais de 30 entidades do setor produtivo.  Na ocasião, todas elas dividirão a sua trajetória e falarão dos percalços pelos quais passaram para chegar aos lugares de liderança que ocupam hoje na sociedade.

Para Eloá, o evento será uma grande oportunidade para mulheres discutirem sobre o seu papel no ambiente de negócios, na política e na sociedade como um todo. “Acho que será uma excelente oportunidade de reunir pessoas através dessa temática que escolhemos, em que poderemos mostrar as vantagens e desvantagens, lutas e vitórias dessas mulheres. É um evento de empreendedorismo feminino, mas não é obrigatório que as mulheres presentes sejam empreendedoras. Será um bate-papo com essas mulheres que são referência em suas áreas de atuação e que acreditamos que servirá como um estímulo para as mulheres empreendedoras, para as que ainda não são ou que talvez nem tenham despertado para isso. ”, explica.

Já Danila destaca também a importância do senso de comunidade e networking. “Planejamos tudo com muito carinho e dedicação. Acredito que será um momento incrível de fortalecimento e valorização da mulher e de fazer networking, claro, além de bater um papo sincero e conhecer as histórias de mulheres inspiradoras”, acrescenta.

“Vejo o empreendedorismo como uma possibilidade de crescimento pessoal e de fazer a diferença. Como mulher e mãe vejo essa questão com muito carinho e espero que nosso evento ajude mais e mais mulheres a seguirem esse caminho”, finaliza Mirella.

Fonte: CJE