24/09/18 - 23:24:57

Decisão política fez Belivaldo Chagas ser o candidato a governador do grupo

O então vice-governador eleito Belivaldo Chagas – hoje à frente do Governo e candidato à reeleição pelo PSD – tomou uma decisão em outubro de 2014, que lhe determinou sua independência política. Não do comportamento partidário, mas para traçar régua e compasso pelos quais conduziu sua vida pública. Naquele ano, eleito através de uma composição ampla, resolveu acompanhar a maioria e apoiar Dilma Rousseff (PT), no segundo turno, contra Aécio Neves (PSDB).

A decisão contrariou o PSB, partido que se filiara há anos e, principalmente, ao senador Antônio Carlos Valadares, líder maior da legenda, que jamais imaginava ser contrariado por um dos seus liderados. Belivaldo admitiu que não poderia deixar de adotar uma posição favorável à maioria do grupo político que o apoiara na eleição de 2014. Talvez não tenha pensado nisso, mas foi exatamente essa decisão política que o fez hoje governador do Estado – já há seis meses – com direito a disputar reeleição em boa posição.

Belivaldo Chagas é o entrevistado de agora do Faxaju Online, que inicia a série de perguntas e respostas com os demais candidatos em condições de ganhar o pleito. Belivaldo se considera o único candidato a governador, no atual pleito, “que tem a chance de fazer uma administração técnica, pois não serei candidato à reeleição”.

Sobre o pagamento dos salários dos servidores, uma das grandes reclamações da classe, o governador disse que atualmente “já estamos pagando 70% dos servidores dentro mês. Nossa expectativa é pagar todos os servidores dentro do mês até o fim do ano”.

Belivaldo diz ainda, que “é muito difícil apontar erros de gestões anteriores”. E lembra que “os contextos políticos e econômicos são diferentes. De forma geral, Sergipe precisa equilibrar o déficit da previdência e as contas”.

A entrevista

Faxaju – Qual a reforma mais expressiva que o senhor tem projetado para seu Governo, caso seja reeleito?

Belivaldo Chagas –  Vamos priorizar o equilíbrio das contas públicas, como já estamos fazendo. Sem ela, nenhuma outra ação será possível, pois tudo o mais precisa de recursos. Trabalhamos com prognósticos reais, nada de projeções fantasiosas. A administração pública exige planejamento e organização. Já estamos fazendo isso ao pagar 70% dos servidores públicos dentro do mês, pagar fornecedores, reduzir despesas de custeio. Nosso desafio é manter esse equilíbrio e investir ainda mais na educação, saúde e segurança.

Faxaju – Dentro do planejamento econômico e financeiro, o senhor já tem perspectiva de pagar o servidor em dia.

Belivaldo Chagas – Isso já vem ocorrendo de forma gradual e constante. Atualmente, já estamos pagando 70% dos servidores dentro mês. Nossa expectativa é pagar todos os servidores dentro do mês até o fim do ano. Estamos trabalhando com esse objetivo e já encontramos os caminhos para seguir. Nosso plano de governo prevê a elaboração do calendário anual de pagamento para servidores e fornecedores.

Faxaju – Onde os Governos anteriores erraram e qual as análises para por o Estado em equilíbrio em toda sua estrutura?

Belivaldo Chagas – É muito difícil apontar erros de gestões anteriores. Os contextos políticos e econômicos são diferentes. De forma geral, Sergipe precisa equilibrar o déficit da previdência e as contas. Já estamos trabalhando para isso. Nosso plano de governo propõe implantar orçamento de base zero; elevar a taxa de investimento no setor público; aprofundar medidas de controle de despesa; elevar a profissionalização na gestão pública e reestruturar, dentro da disponibilidade de recursos, o quadro de servidores com prioridade para as áreas de educação, saúde, segurança, guardas prisionais.

Faxaju – O senhor vem assumindo algum compromisso político para uma administração de coalizão ou vai administrar com um viés técnico, dando prioridade a meritocracia?

Belivaldo Chagas – Nosso compromisso é com o desenvolvimento de Sergipe. Sou o único candidato a governador que tem a chance de fazer uma administração técnica, pois não serei candidato à reeleição. Trabalharei priorizando as medidas que levem melhorias de vida para a população. Nosso grupo conta com deputados e políticos compromissados com esse projeto, com chances de se elegerem, acredito que não teremos dificuldades numa futura administração.

Faxaju – O senhor pode ser a divisão de Sergipe na comparação antes e depois de Belivaldo?

Belivaldo Chagas – Não acredito em gestores mágicos. Acredito em planejamento. Ao longo desses cinco meses à frente do governo, imprimi minha forma de governar e vem dando resultado, basta olhar os números da segurança, com redução de homicídios e de assalto a ônibus. O que me proponho a ser é um gestor responsável com as finanças públicas e a trabalhar pelo desenvolvimento de nosso estado, gerando emprego, renda, qualificando nosso servidor, pagando em dia, oferecendo serviços públicos de qualidade.