26/09/18 - 06:04:37

Caps promovem caminhada pela valorização da vida em Aracaju

Os usuários, trabalhadores e gestores dos seis Centros de Atenção Psicossocial (Caps) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promoveram uma caminhada pela valorização da vida em celebração ao Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio. A concentração e a caminhada ocorreram nesta terça-feira, 25, na Praça Camerino, Centro da capital sergipana, e contaram com panfletagem sobre o tema e a presença de grupos percussivos “Batucaps” e “Tamo Chegando” dos Caps AD (Álcool e Drogas) David Capistrano e Primavera, respectivamente.

De acordo com a apoiadora institucional do Caps Liberdade e uma das organizadoras da atividade, Karen Emanuella Fernandes, o intuito não foi falar sobre suicídio, mas sim valorizar a vida através da integração dos gestores, trabalhadores, usuários e a sociedade. “Por isso fizemos uma programação bem leve e animada. Escolhemos esta praça pela acessibilidade, pois aqui passam várias linhas de ônibus coletivo e muitos usuários vieram sozinhos. Nosso trabalho é tentar dar sentido à vida dessas pessoas através de conversas, atividades, oficinas de arte e terapias. Na nossa rede já houve várias tentativas de suicídio, inclusive tem usuários aqui que já deram entrada no serviço de urgência mental no Hospital São José e fazem o acompanhamento nos Caps. É um cuidado diário”, explicou.

A importância dos serviços dos Caps pode ser constatada pelo dado oficial da Organização Mundial da Saúde (OMS), que diz que cada município que possui pelo menos um Centro tem a redução de 14% nos índices de suicídio. “Pois quando nós valorizamos a vida, acabamos mudando o foco e procurando viver melhor”, acrescentou Karen.

O psicólogo do Caps Jael Patrício, Marcos de Oliveira, informou que a questão da prevenção ao suicídio tem sido uma recorrente entre os profissionais. “A sociedade tem que estar atenta porque este mal se tornou uma das principais causas de mortes nestes últimos anos. As pessoas estão desesperançosas, desesperadas, com depressão, e as situações difíceis levam muitos a entender que a solução mais fácil é tirar a própria vida. Mas sabemos que não é, porque a vida traz outras possibilidades”, enfatizou.

Chamar a atenção

Marcos informou que a cada 42 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo. “Então, as nossas atividades sobre este tema não são realizadas somente em setembro, pois anualmente alguns dos nossos usuários comentem suicídio. Somente no ano passado, por exemplo, perdemos três. Por isso que ações como esta são relevantes, e servem para a sociedade lembrar e procurar ajuda a fim de prevenir esse mal”, revelou.

Para Ivanildes Vieira Gomes e Josinete Santos Matos, usuárias do Caps Jael Patrício, é muito importante a prevenção ao suicídio. “Precisamos ajudar os nossos amigos a não se cortarem, a não se matarem e a procurarem serem felizes na vida. As pessoas têm que amar a si próprio”, completou Ivanildes.

Segundo a assistente social do Caps AD Primavera, Lijane Oliveira, todas as pessoas têm a tendência de passar por um momento difícil e ter pensamentos negativos. “Este evento é para alertar os usuários de que nenhum de nós estamos livres de ter um momento de fraqueza, tristeza, doenças e maiores necessidades. Também chamamos a atenção das autoridades, pois cada dia mais precisamos de serviços qualificados, com meios eficazes para atender as pessoas que, por algum problema, buscam uma saída pelo suicídio”, destacou.

Além dos representantes dos Caps Primavera, Liberdade, Jael Patrício e David Capistrano, também estiveram presentes na caminhada os usuários, trabalhadores e gestores dos Caps Vida e Dona Ivone Lara.

Fonte e foto Assessoria de Comunicação