30/09/18 - 08:00:06

Saúde celebra Dia Mundial do Coração com alerta de prevenção

Um dos principais focos da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) é trabalhar com a prevenção. Por esta razão, a SMS aproveita o Dia Mundial do Coração, celebrado em 29 de setembro, para chamar a atenção sobre os cuidados que as pessoas e os profissionais de saúde devem ter. A data foi instituída pela Federação Mundial do Coração (World Heart Federation).

Apenas no Brasil são registradas anualmente quase 300 mil mortes por doenças cardiovasculares, o que é considerado um número extremamente alto. Além disso, de acordo com registros da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), as mortes por infarto têm se tornado cada vez mais precoces, e uma dessas causas é o aumento do uso de drogas ilícitas e legais, como o álcool e o tabaco.

“Na realidade todos nós já sabemos tudo o que faz mal para o coração, mas a grande maioria das pessoas faz de conta que não sabe. No mundo inteiro são realizados vários movimentos, panfletagens, divulgações, aulas, apresentações para poder chamar a atenção para isso, mas ainda há muito trabalho a ser feito”, explicou a cardiologista do Centro de Especialidades Médicas de Aracaju (Cemar) Siqueira Campos e presidente da SBC em Sergipe, Sheyla Ferro.

Acompanhamento

E para prevenir os fatores de risco não basta apenas aliar dietas às atividades físicas. É preciso haver todo um suporte e acompanhamento médico por trás dessas medidas. “Temos que esclarecer que dieta não é uma receita de bolo. Para cada pessoa existe uma dieta ideal que deve ser elaborada por profissionais da área. A mesma coisa acontece com os exercícios, que não podem ser realizados sem uma avaliação. Existem doenças que durante uma atividade física o primeiro sintoma pode ser a morte súbita, a exemplo da cardiomiopatia hipertrófica”, alertou a cardiologista.

Para detectar se há risco de doenças cardiovasculares, existem alguns exames laboratoriais de primeira linha que devem ser realizados antes da análise mais detalhada de um especialista. Entre eles estão hemograma, glicemia, lipidograma, ureia, creatinina, punção de tireoide e punção de fígado.

“Isso é o básico que pode ser solicitado pelo clínico geral. Também pode ser solicitado um eletrocardiograma e uma radiografia de tórax, caso o paciente tem uma queixa maior. Com isso, boa parte da prevenção já está feita, seja para paciente saudável, seja para iniciar uma atividade física, ou para o paciente que já tem acompanhamento cardiológico. O básico é fundamental para prevenir a saúde do cidadão”, reforçou.

Fonte e foto assessoria