01/10/18 - 13:54:58

VBX é uma das empresas participantes do Programa Jovem Aprendiz Integrado

Empresa já cumpre com a cota destinada a esse público e, ainda este mês, irá contratar mais 16 jovens

Aconteceu hoje, no auditório do Ministério Público de Sergipe (MP/SE), a aula inaugural do Programa Jovem Aprendiz Integrado, desenvolvido pela Secretaria Nacional de Juventude (CNJ) e abraçado por 34 empresas sergipanas, gerando 430 empregos para adolescentes de 14 anos e jovens de 15 a 24 anos.

A VBX Refeições Coletivas é uma dessas empresas participantes. Para esta edição do programa, ela ofertará 16 vagas, sendo 13 delas para cozinheiros, 1 para auxiliar de estoque, 1 para o cargo de auxiliar administrativo e 1 para auxiliar de Recursos Humanos.

“Esse é um projeto maior do Governo Federal e que visa inserir os jovens aprendizes em todas as empresas com mais de 10 funcionários. Isso ajuda os meninos a entrarem no mercado de trabalho, já que está tão difícil, tanto para os mais velhos e imagine para quem não possui experiência. Eles já fazem a qualificação profissional em paralelo com o estágio”, destaca a supervisora de qualidade da VBX, Caroline Linhares.

Vale ressaltar que a cota destinada aos adolescentes e jovens aprendizes na VBX, já vem sendo cumprida, de acordo com o que preconiza o Ministério do Trabalho.

Para Edemir Alves, de 19 anos e morador do Bairro Cidade Nova, o Programa Jovem Aprendiz lhe traz, mais uma vez, a oportunidade de driblar o destino e construir uma história promissora.

“Eu já fui jovem aprendiz e fui convidado novamente a participar. É de suma importância esse tipo de oportunidade que está sendo oferecida aqui, para que os jovens ocupem a sua mente e possa buscar trabalhar ao invés de buscar o dinheiro fácil que vem junto com a criminalidade, sem contar que o jovem é inserido no mercado de trabalho, pois quando não se tem experiência fica difícil a empresa querer chamar”, afirma o jovem.

Para a coordenadora nacional do Programa Jovem Aprendiz Integrado, Mafra Meris, o projeto é importante para o futuro da juventude sergipana e as empresas são protagonistas nesse processo.

“Agradeço às empresas e órgãos que estão nos ajudando a fazer que a Lei da Aprendizagem seja cumprida em Sergipe. Todos esse jovens que estão aqui foram selecionados e treinados para estar aqui. Sergipe é estado piloto para o lançamento desse projeto”, finalizou Mafra Meris.

Fonte e foto assessoria