02/10/18 - 06:47:09

#EleNao: CRESS Sergipe participa de ato histórico contra o fascismo em Aracaju

O último sábado, 29, foi um dia histórico para o Brasil. Mulheres de todos os cantos do país foram às ruas mostrar sua indignação a um projeto de sociedade pautado no autoritarismo, na intolerância, no machismo, na homofobia, no racismo, durante os atos públicos do movimento #EleNao.

Ao lado de diversas/os assistentes sociais, movimentos sociais, sindicais, de juventude e ativistas independentes, o CRESS Sergipe se somou ao Grande Ato realizado em Aracaju, no viaduto do DIA (Distrito Industrial de Aracaju), que reuniu cerca de 8 mil pessoas.

De caráter lúdico, o ato contou com apresentações culturais de dança, música e cordel produzidas exclusivamente por mulheres. Do samba ao jazz, passando pelo hip hop e pela mpb, as mulheres protagonizaram o movimento.

A diversidade foi refletida no público: homens e mulheres de diversas idades, religiões, orientações sexuais, contextos sociais, etnias, direcionamento político-partidário se fizeram presentes na manifestação, unidos pelo combate a um projeto fascista para o nosso país.

“O Ato #EleNao Sergipe mostrou as cores da diversidade e da democracia. O conjunto CFESS-CRESS – respaldado pelo O Código de Ética de nossa profissão – tem dado contribuição histórica na defesa da democracia e do combate às opressões em nosso país”, destacou a presidente do CRESS Sergipe, Joana Rita Monteiro Gama.

“Estamos diante de um cenário de muitas incertezas no que diz respeito à democracia em nosso país. Este candidato a quem as mulheres tem dito #EleNao representa um projeto de sociedade que fere frontalmente o Código de Ética de nossa profissão, pois é marcado pelo preconceito e violência, pelo autoritarismo em contraponto à liberdade e à democracia, da violência e da opressão”, avaliou Joana.

#EleNao Sergipe

O #EleNao Sergipe é um movimento suprapartidário, construído por diversas entidades não governamentais, movimentos sociais e de juventude, sindicatos, entidades de classe, centrais sindicais, partidos de diversas orientações políticas, mas também é composto por um grande número de mulheres feministas independentes. Com caráter espontâneo, o Ato público está foi organizado por uma comissão ampla com a participação democrática destes movimentos e entidades e militantes independentes.

Fonte e foto assessoria