02/10/18 - 14:56:45

TRIBUNA LIVRE DA CMA RECEBE O SINDICADOS DOS ENFERMEIROS

por Viviane Cavalcante

A Tribuna Livre desta terça-feira, 2, recebeu a primeira secretária do Sindicato dos Enfermeiros  do Estado de Sergipe, Gabriela de Carvalho para falar sobre a situação do reajuste salarial dos enfermeiros e  situação do trabalho.

De acordo com a enfermeira, em 2016 o sindicato recebeu o então candidato a prefeito Edvaldo Nogueira para uma conversa a fim de enumerar as necessidades da categoria. “As condições de trabalho e a necessidade do reajuste salarial foram falados nessa reunião. Edvaldo fez uma carta compromisso e quando assumiu não nos recebe para tratarmos sobre o assunto”, resumiu.

Gabriela completou que a paralisação da categoria foi necessária pois, já estão há dois anos sem reajuste salarial e que foram barrados por uma liminar da justiça. ”Alegaram critérios que não estávamos fazendo. Sempre respeitamos todos os trâmites legais. Em 26 de junho como não tivemos nenhuma resposta precisamos paralisar de novo. Já que, não existiu mesa de negociação”, ressaltou. A enfermeira lembrou que a tentativa de negociação foi feita com uma comissão de sindicatos da Saúde juntamente com o secretário Municipal da Fazenda, Jeferson Passos.

A primeira secretária do sindicato informou que no dia 17 de setembro aconteceu uma reunião com o secretário adjunto de Saúde, Carlos Noronha para solicitar o abono de faltas. “Tem servidores que além do ponto cortado, perderem licença prêmio. No momento não estamos paralisados, mas, não apoiamos a postura do prefeito com relação as nossas necessidades”, frisou.

Com relação as condições de trabalho, Gabriela disse que os enfermeiros são pessoas comprometidas e que estão sofrendo por falta de condições mínimas de trabalho. “No Nestor Piva, por exemplo, falta tudo. Às vezes a gente tem que transferir para um hospital de urgência que já vive lotado. Esta é a saúde que estamos vivendo no momento”, afirmou.

Apartes- O vereador Iran Barbosa (PT) parabenizou a luta do sindicato dos enfermeiros por essa luta permanente. “Lamento a forma equivocada que o prefeito está tratando essa situação. Apelo para que o prefeito Edvaldo Nogueira dialogue com os sindicatos”, disse.

Kitty Lima (Rede) demonstrou solidariedade com a luta da categoria e lastimou que o sindicato dos Enfermeiros não seja o único a pedir socorro a Câmara Municipal de Aracaju (CMA). No mesmo sentido, a vereadora Emília Corrêa (Patriota) lembrou que além dos enfermeiros, médicos e músicos também cobram uma posição do prefeito.

Já Isac (PCdoB) afirmou que ao não se estabelecer uma mesa de negociação, o prefeito ao longo dos anos não reconhece o direito dos trabalhadores. “Ele não é um má gestor, mas está pecando por não negociar”, opinou. O vereador Lucas Aribé disse que reivindicar reajuste salarial não é ilegal. “Até porque Já foi provado que a prefeitura tem condições de reajustar os salários e não paga”, finalizou.

Foto: Gilton Rosas