04/10/18 - 05:11:14

HÁ 4 ANOS BELIVALDO E VALADARES ESTAVAM JUNTOS, DIZ EDUARDO

O candidato Eduardo Amorim (PSDB) participou, nesta terça-feira, 2, do último debate realizado com os demais candidatos ao Governo do Estado, tradicionalmente realizado pela TV Sergipe, afiliada da Rede Globo em Sergipe. Eduardo mostrou coerência e firmeza ao apresentar suas propostas, responder aos questionamentos, além de fazer suas colocações.

O debate foi dividido em cinco blocos. No primeiro, de tema livre, Eduardo Amorim detalhou como pretende gerar mais empregos e renda em Sergipe. “Nós vamos fazer diferente, gerar emprego e renda em todos os cantos do nosso estado. Sergipe tem um potencial enorme para gerar emprego e renda, sobretudo na área do turismo, que neste governo foi entregue a políticos e tem sido levado à bancarrota. Inúmeros de empregos deixaram de ser gerados nos últimos anos. Mas é fortalecendo o nosso turismo que vamos gerar emprego e renda”, destacou.

Também na geração de emprego, Eduardo disse que será criada uma política de atração das indústrias, por meio de uma relação direta, dando segurança e estabilidade jurídica e tributária para essas empresas. “É preciso desburocratizar o nosso estado para ter uma relação mais fácil e atrativa. Além disso, revitalizaremos os distritos industriais que estão completamente esquecidos por este governo que tanto prometeu e que nada fez”, ressaltou.

Para Eduardo, é essencial investir na educação profissionalizante para que o estado ofereça mão de obra qualificada, atendendo à demanda do mercado de trabalho. “É através da qualificação que vamos preparar, principalmente os jovens, para ocuparem os empregos gerados nos diversos setores, seja na indústria, no turismo, no comércio. Seremos o governo do emprego e da renda nos próximos anos”, salientou.

Ainda no primeiro bloco, Eduardo Amorim abordou a situação dos servidores públicos que, segundo ele, estão sendo desrespeitados. “Esse é o governo que massacra o servidor e o aposentado. Há muitos anos os servidores não tem qualquer reajuste. Nós vamos mudar essa triste realidade. Quem trabalha vai receber em dia, é um direito. A partir de janeiro o tratamento será completamente diferente. Os servidores e aposentados serão respeitados”, garantiu.

Agricultura

No segundo bloco, com temas sorteados, o candidato do PSDB reafirmou o compromisso de revitalizar a agricultura no estado. Ele lembrou que ainda hoje é da agricultura que vem o nosso principal produto de exportação, o suco de laranja. “Mas a citricultura não está sendo valorizada e respeitada neste governo, que abandonou também a rizicultura, entre outras produções agrícolas. Já fomos um estado fortemente agrícola, hoje completamente abandonado e esquecido”, afirmou.

“Revitalizaremos de forma regionalizada a nossa agricultura, fomentando a produção específica de região, por exemplo, a citricultura na região Sul, a rizicultura, no Baixo São Francisco e a agricultura familiar na produção de hortifrutigranjeiro, no agreste. No nosso governo a agricultura vai ser forte e pujante e com o valor e respeito que tanto merece. Para isso, fortaleceremos a Emdagro e a Cohidro. O Banese será um fomentador da agricultura”, completou.

Estelionato Eleitoral

O tema livre voltou no terceiro. Eduardo chamou atenção dos telespectadores para o fato que Belivaldo e os Valadares sempre estiveram juntos e, nessa eleição, se separaram para cometer um novo estelionato eleitoral, como fizeram em 2014. “Há quatro anos estavam todos juntos e eu os enfrentei. Quem indicou Belivaldo para o governo de Jackson foi Valadares. A verdade está do meu lado e não me afasto nenhum momento dela. Meu nome é Eduardo Amorim, vocês bem sabem disso, não tenho vergonha nenhuma da minha história”, frisou.

“O atual governador deve estar com a consciência pesada já que recebe um salário e duas aposentadorias, enquanto o servidor recebe atrasado e não tem reajuste”, complementou.

Tributos

Indagado, ainda no terceiro bloco, sobre tributação, Eduardo disse que tem defendido fortemente no Congresso Nacional que a mãe de todas as reformas é a reforma tributária. “Nesse país se paga mais de 94 tipos. A reforma tributária deveria ser prioritária de qualquer governo. Fui contra a reforma trabalhista, me manifestei contra a previdenciária e sempre defendi a reforma tributária. Estando governador, vou reduzir o preço da gasolina, do gás de cozinha e do IPVA. O atual governo um dos valores mais caros do gás de cozinha. Isso é perverso e nós não vamos fazer isso”, pontuou.

Meio Ambiente

O meio ambiente foi abordado no quarto bloco. “O meio ambiente receberá a devida atenção. Investir cada vez mais em saneamento, trazendo a Deso para este debate. Em parceria com os municípios, buscar a destinação correta do lixo, não só para a construção de aterros sanitários, mas estudar a viabilidade de usinas para a produção de energia”, disse.

Considerações finais

Em suas considerações finais, Eduardo Amorim pediu aos sergipanos a oportunidade de governar Sergipe para fazer diferente. “Eu sou médico e o que me trouxe para a política foi não aceitar o caos que aí está. Há quatro anos, enfrentei todos eles juntos, Jackson, Belivaldo, Valadares pai, Valadares Filho. Aliás, Belivaldo é cria de Valadares, sempre foi”, destacou.

“O atual governador fala tanto em golpe, mas golpe mesmo é o que o sergipano está sofrendo, na saúde, educação, segurança. Não sei como ele está conseguindo dormir com a consciência tranquila. Mas nós vamos mudar tudo isso, me dê uma oportunidade e mostrarei como fazer diferente, respeitando o servidor público, promovendo uma Saúde digna e dando a devida atenção às demais áreas. Vote 45 pra mudar, a verdadeira mudança e a verdadeira oposição. Mudar é com 45, para reconstruir Sergipe”, finalizou.

Fonte e foto assessoria