06/10/18 - 06:57:27

Sema dá continuidade ao programa Praia Limpa na Orla de Atalaia

A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), realizou, no último mês de setembro, a segunda edição do programa Praia Limpa, que objetivou sensibilizar a sociedade aracajuana para a adoção de boas práticas em favor do meio ambiente, como o descarte correto de óleo de cozinha usado. Dando continuidade às ações, equipes do setor de Educação Ambiental (EA) do órgão realizaram, na manhã desta sexta-feira, 5, mais uma ação educativa na Passarela do Caranguejo, Orla de Atalaia, zona Sul da capital.

A ideia foi estimular cidadãos e donos de bares, restaurantes e hotéis situados próximos à praia a fazerem o descarte correto do óleo de cozinha, assim como sensibilizar quanto à importância desta ação.  Para isso, a Sema está trabalhando em conjunto com a Recigraxe, empresa coletora de óleo saturado licenciada, responsável por recolher o óleo em cada estabelecimento e fazer o descarte de forma adequada.  “O nosso papel é fazer uma campanha educativa de sensibilização das pessoas, explicando o quanto é importante realizar o descarte correto do óleo, dando as instruções necessárias para que esses novos hábitos sejam adotados por todos. O objetivo da ação foi cadastrar alguns estabelecimentos para que se tenha o controle da coleta. Já pegamos os dados dessas empresas para efetuarmos o cadastro, e, logo após, o dono ou responsável assinará um termo de compromisso reconhecendo a responsabilidade da Recigraxe em recolher esse óleo usado. Ao mesmo tempo, ele assume o comprometimento em descartar todo o óleo sujo no recipiente entregue”, explicou a coordenadora da Educação Ambiental da Sema, Raphaella Ribeiro.

Como proceder

É preciso esperar o óleo de cozinha residual esfriar após o uso; em seguida, a pessoa pode armazená-lo em um recipiente, a exemplo de garrafa pet. Quando tiver uma quantidade significativa, pode levar o recipiente fechado à sede do órgão ambiental ou em um dos pontos de coletas distribuídos pelo município parceiros da Sema, mas que agem de forma independente, ou seja, cada um disponibiliza seu próprio ponto de coleta, para que a destinação correta seja realizada.

“E como forma de incentivo, a cada litro de óleo entregue na Sema ou no Projeto Tamar, no Oceanário de Aracaju, a pessoa recebe em troca um material de limpeza (sabão) disponibilizado pela nossa empresa parceira, a Recigraxe. O descarte incorreto do óleo pode causar diversas consequências, como entupimento de tubulações, mortandade de peixes, poluição de rios e mares, dentre outros fatores que podem ocasionar a degradação ambiental. É preciso que toda a sociedade tenha consciência e ajude na conservação do meio ambiente”, destacou a coordenadora.

Pontos de coleta

Diversos pontos de coleta de óleo de cozinha usado estão espalhados pela capital sergipana, em instituições de ensino superior, empresas privadas e demais entidades. O cidadão interessado em descartar esse material, basta se dirigir aos seguintes ecopontos:

Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Aracaju (SEMA): Rua Santa Luzia, 926, bairro São José;

Faculdade São Luís de França (Unidade Getúlio Vargas): Rua Laranjeiras, 1838, bairro Getúlio Vargas/ Também na unidade do bairro Salgado Filho, situada à Avenida Pedro Paes Azevedo, 853;

Universidade Tiradentes: Avenida Murilo Dantas, 300, bairro Farolândia;

Instituição Beneficente Emmanuel (IBEM): Rua Frei Damião, 134, bairro Santa Maria;

Oceanário de Aracaju-Projeto Tamar: Avenida Santos Dumont, 1010, bairro Atalaia;

Shopping Riomar: Rua Delmiro Gouvêia, 400, bairro Coroa do Meio;

Shopping Jardins: Avenida Ministro Geraldo Barreto Sobral, 215 – bairro Jardins.

Fonte e foto Sema