08/10/18 - 05:06:42

Defesa Social leva conhecimento aos alunos da pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho

Na manhã deste sábado, 6, a Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), por meio da Defesa Civil de Aracaju, integrou uma ação educativa com alunos da pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, da Universidade Tiradentes (Unit). A atividade consistiu em uma visita técnica a cinco pontos da capital classificados como áreas de risco.

A excursão contou com a presença do geólogo da Defesa Civil de Aracaju, Lucas Santana, que compartilhou informações obtidas a partir do monitoramento e mapeamento das áreas de risco. Além disso, atendendo ao objetivo da atividade, as observações foram direcionadas aos aspectos pertinentes à elaboração de um plano de contingência. “Não falamos apenas sobre a situação de risco em si, ou dos desastres, mas também partimos para a observação de estruturas estabelecidas pelo governo, para apoio às comunidades, como é o caso de postos de saúde ou postos policiais. Dentro desse fluxo, visitamos áreas de inundação e áreas de risco de movimentação de massa (escorregamento de terra), mas com foco para o número de imóveis, padrões construtivos das casas e níveis de vulnerabilidade”, explicou Lucas Santana.

O engenheiro civil e professor da disciplina de Planificação de Emergências e Catástrofes, Alexandre Alves, destaca a importância da promoção do intercâmbio com profissionais da Defesa Civil do município. “Dentro do cronograma desta disciplina está a avaliação das áreas de risco no município de Aracaju, bem como a avaliação do Plano de Contingência. Então, é muito importante essa parceria com a Defesa Civil de Aracaju, que disponibilizou um profissional para que os alunos possam conhecer os riscos existentes nas comunidades e quais as formas estruturantes de solucionar os problemas no futuro”, ressaltou o professor.

Para o estudante, Thor Alexander, o conhecimento prático é fundamental para o processo de aprendizagem. “Nós saímos da sala de aula para ver as situações na realidade. Nesse módulo do curso, nós temos contato com a teoria, mas, muitas vezes, não sabemos quais as áreas que se encontram em situação de risco em Aracaju. Então, realizar essas visitas é muito útil. Passamos a ter uma real dimensão dos problemas”, avaliou.

A atividade, desenvolvida durante toda a manhã deste sábado, contemplou a visita às áreas de risco nos bairros Jabotiana, Bairro Industrial, Santo Antônio e Bairro América.