11/10/18 - 07:21:47

O alerta da abstenção

O elevado índice de eleitores que deixaram de votar no 1º turno das eleições em Sergipe (18,83%) reflete o desinteresse de parte da população pelas propostas dos candidatos, além de mostrar que o voto no Brasil não é tão obrigatório assim. Quem não comparece à urna, paga uma multa de R$ 3,61 e pronto, fica quite com a Justiça Eleitoral. São vários os motivos que levam o cidadão a trocar a obrigação cívica por uma ensolarada praia, porém o principal deles é o comportamento da maioria dos políticos, envolvidos em escândalos de toda ordem. Cabe registro também o fato de quase todos os eleitos simplesmente esquecerem o que prometeram durante a campanha. Tomara que a exagerada abstenção da eleição em Sergipe leve os partidos a repensarem a forma de fazer política, priorizando a seriedade tão reclamada pelo cidadão de bem. Oremos!

Olho da rua

O prefeito e o vice de Poço Redondo, respectivamente, Ademilson Chagas Júnior (PRB) e Manoel da Farmácia (SD), vão ter que procurar outra coisa pra fazer. Ao julgar os embargos de declaração, o Tribunal Regional Eleitoral cassou o mandato de ambos. Eles são acusados de distribuir combustíveis com os eleitores, desequilibrando as eleições de 2016. A defesa de Ademilson e Manoel da Farmácia promete recorrer ao TSE. Então, tá!

Ameaça internacional

A sergipana que usou as redes sociais para incitar o assassinato do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) mora no exterior, embora tenha casa em Aracaju. A Polícia Federal só ficou sabendo disso ontem, quando foi à residência da indigitada, na capital sergipana, cumprir mandado de busca e apreensão. Agora, a PF vai pedir ajuda à Interpol para localizar a suplicante. Homem, vôte!

Rio cheio

E o candidato à reeleição, governador Belivaldo Chagas (PSD), segue recebendo adesões. Ontem, os deputados estaduais Venâncio Fonseca, Capitão Samuel – ambos do PSC – e Jairo de Glória (PRB) anunciaram apoio ao “Galeguinho”. A prefeita de Capela, Silvany Manlak (PTC), também prometeu votar no governador. Segundo ela, “agora é trabalhar para que ele vença novamente no 2º turno”. Marminino!

Contra a violência

E quem anda preocupado com a crescente violência contra as mulheres é o vereador aracajuano Professor Bittencourt (PCdoB). Segundo ele, muitas mulheres são vítimas de violência doméstica, dos mais diversos assédios sexuais e morais. O parlamentar defende que a sociedade reflita sobre os números assustadores de agressões. É vero!

Medalhado

Derrotado na disputa para o Senado, o deputado federal André Moura (PSC) será homenageado pela Aeronáutica. Em data ainda a ser marcada, o político sergipano receberá a “Ordem do Mérito Aeronáutico”. Segundo o brigadeiro Maurício Augusto Silveira de Medeiros, a homenagem é um reconhecimento pelo trabalho de André em favor da Força Aérea.

Pulando a cerca

É voz corrente nas esquinas de Lagarto que o prefeito Valmir Monteiro (PSC) pretende apoiar a reeleição do governador Belivaldo Chagas (SD). Segundo o ex-deputado Jerônimo Reis (MDB), Valmir teria procurado o senador eleito Rogério Carvalho (PT) para intermediar a aproximação dele com o “Galeguinho”. Em Lagarto, Chagas é apoiado pelo Grupo Saramandaia, liderado por Jerônino.

Aposta na reação

Pelo visto, o candidato a governador Valadares Filho (PSB) vai prosseguir batendo forte no governo estadual. Segundo ele, enquanto outros estados cresceram durante a crise econômica, “Sergipe ficou estagnado no tempo, por causa de uma gestão velha e ineficiente”. E Vavazinho arremata: “Mas isso vai acabar, porque o nosso povo vai reagir”. Será?

Novos sergipanos

Os professores Tadeu Cunha Rebouças e Maria da Conceição Maia Rebouças são os mais novos cidadãos sergipanos. O casal de educadores foi homenageado pela Assembleia com títulos de cidadania pelos relevantes serviços prestados à educação. Autora do projeto concedendo os Títulos, a deputada Ana Lúcia (PT) lembrou que Tadeu atravessou o Oceano Atlântico, desde Portugal, e Conceição deixou as falésias e as carnaúbas do Ceará para residirem em Sergipe: “Agora eles se tornaram cidadãos sergipanos”. Legal!

Tapa na macaca

O porte de drogas para consumo próprio não poderá ser considerado para agravar a pena se a mesma pessoa for flagrada novamente com a mão na “massa”. O caráter de reincidência desses casos foi afastado, ontem, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Segundo o ministro Reynaldo Soares da Fonseca, “a punição deve se limitar a advertência sobre os efeitos das drogas, prestação de serviços à comunidade ou participação em curso educativo”. Crendeuspai!

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju, em 3 de abril de 1872.

Resumo dos Jornais