13/10/18 - 07:31:33

Criacionismo x evolucionismo será o foco de discussão do próximo Navegando em Ideias

Charles Darwin propôs a teoria da evolução a partir da seleção natural das espécies. Em sua viagem de 5 anos na embarcação Beagle ao redor do mundo, ele percebeu que determinadas espécies se desenvolviam de formas distintas de acordo com as características do meio. A partir disso, ele descreve que todos os seres vivos devem ter tido um ancestral em comum do qual eles se originaram.

Darwin questionou o criacionismo, a teoria vigente na época baseada na bíblia, mais especificamente nos primeiros capítulos de Gênesis que afirmava que o homem como as demais criaturas já foi constituído como hoje visto que é fruto da criação divina. Sua criação aconteceu nos sete primeiros dias do mundo. O homem seria a imagem e semelhança de Deus.

Essa discussão voltou ao cenário mundial com a declaração do Papa Francisco na Assembleia da Pontifícia Academia de Ciências, no Vaticano, que ambas as teorias podem ser aceitas. Ele afirma que em toda evolução existe a necessidade da criação de seres que evoluem. Aparentemente, a discussão razão x fé está temporariamente em trégua. Em qual teoria você acredita?

Esse tema será o foco de discussão do próximo Navegando em Ideias, uma roda de conversa, do projeto Navegantes Psi, coordenado pela psicóloga e psicanalista Petruska Passos, que acontece uma vez por mês no Petit Café Bistrô, localizado na Rua Dom Bosco, 496, no bairro Suissa, às 19h, dia 16 de outubro. Os debatedores serão Alexandre de Jesus dos Prazeres (doutorando em Sociologia/UFS, bacharel em Teologia e mestre em Ciências da Religião/UNICAP), Derley Menezes Alves (mestre em Filosofia pela  Universidade Federal do Paraná,  doutorando em Ciências das Religiões pela Universidade Federal da Paraíba), Jefferson SimanasMikalauskas(bacharel em Ciências Biológicas/UFS e mestre em Ciências Biologia Animal/UFRRJ), a coordenação da roda de conversa será de Salomão Santana, mestre em Filosofia  e pós-graduado em Psicanálise. Entrada é gratuita e não precisa fazer inscrição. É só sentar e participar contribuindo com suas ideias.

Fonte e foto assessoria