15/10/18 - 05:51:19

Professor: o herói de uma nação, escreve Professor Carlos Alexandre Nascimento Aragão

Por Professor Carlos Alexandre Nascimento Aragão

O herói de uma nação é o PROFESSOR, mas, hoje, ele convive com a visão social de que é um preguiçoso, ambicioso por só querer aumento salarial, ou até mesmo, ser um bandido.As pessoas esquecem que o sujeito professor precisa sobreviver e manter a sua família. O seu salário é a todo instante surrupiado pelos administradores tão quanto os seus direitos trabalhistas. O que deve ser feito? Ele não sabe, pois acredita na JUSTIÇA e esta faz jus ao seu símbolo: a estátua que se faz cega diante da negação dos direitos assegurados à classe de professores do nosso retumbante Brasil.

Ele poderia recorrer aos pais dos seus estudantes, mas eles encontram-se preocupados com novela, futebol, grupo político, religião, vida alheia… não é prudente interrompê-los, porque a educação dos seus filhos pode não ser prioridade nas suas vidas.

Afinal, a quem o herói deve recorrer? Creio que ao seu estudante, se este realmente entendesse o significado da escola e do mestre em sua vida. Mas a jornada torna-se, a cada dia, perigosa e desestimulante, porque o seu discípulo não o concebe mais como um deus e sim como um inimigo. Diante do olhar expresso, o nosso guerreiro é nocauteado, cai por terra, olha para todos os lados e percebe que sempre esteve só, lutando pelos seus ideais e pensando no bem estar das dezenas de crianças e jovens que passaram/passam por suas mãos coloridas de pó de giz.

Dessa feita, não irei terminar este texto desejando um feliz dia do professor, mas pedindo a cada leitor que valorize o PROFESSOR e não deixe a polícia, os governantes, a mídiaetc, silenciaremessesujeito responsável por uma verdadeira mudança social, porque “é na sala de aula que se faz um cidadão”.