16/10/18 - 07:36:58

E tome promessas

Embora não seja santo, o povo está recebendo promessas por todos os lados. Os candidatos a governador Belivaldo Chagas (PSD) e Valadares Filho (PSB) prometem transformar Sergipe num paraíso aqui na terra. Pelo que ambos dizem nos palanques, os criminosos vão fugir do estado já no começo do ano, a saúde pública será de primeiro mundo, a educação fará inveja ao resto do país, serão gerados milhares e milhares de bons empregos e até os esquecidos servidores públicos terão reajustes fenomenais. Nem Chagas, nem Vavazinho dizem de onde virão os xibilhões para honrar o prometido, porém garantem que se o povo os eleger não se arrependerá. Como nas eleições passadas, o povo vai às urnas eleger o futuro governador, mesmo não acreditando nas mirabolantes promessas feitas no calor da campanha com o único objetivo de iludir os incautos. E assim caminha a humanidade.

Volta pra casa

Como já era esperado, PRB dos pastores Heleno Silva e Jony Marcos decidiu apoiar a reeleição do governador Belivaldo Chagas (PSD). Derrotada nas urnas, a turma liderada pelos dois evangélicos preferiu trocar a oposição pelo candidato com maior chance de vitória. Em nota, o partido diz que “Belivaldo reúne experiência e despertou a credibilidade dos sergipanos”. Ah, bom!

Em cima do muro

E o candidato derrotado ao governo, senador Eduardo Amorim (PSDB), não apoiará ninguém agora no 2º turno das eleições em Sergipe. Como bom tucano, ele optou em ficar em cima do muro. Amorim explica que combateu tanto Belivaldo quanto Valadares Filho: “Prefiro seguir com minha coerência”. Marminino!

Chuva ácida

“A democracia vai nos tirar dessa chuva ácida, vai nos salvar”. Quem pensa assim é o sergipano Carlos Britto, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal. Segundo ele, “o eleitor tem o dever de livrar essa respeitável senhora de nome política das más companhias, senão vai votar errado e será, ao mesmo tempo, vítima e cúmplice de sua própria desgraça”. Misericórdia!

Agora vai

O DEM sergipano ficará em cima do muro agora no 2º turno das eleições. Em nível nacional, o partido manterá o apoio a Jair Bolsonaro (PSL). Na disputa pelo governo estadual, o candidato demista Mendonça Prado teve apenas 1,24% dos votos, ficando na vice lanterna entre os nove postulantes. Resta saber se o partido conseguirá transferir esta cuia de votos para o capitão. Crendeuspai!

Bico calado

Frequentador assíduo das redes sociais até o 1º turno das eleições, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) sumiu do mapa. Sua última aparição no Twitter foi quarta-feira passada. Numa foto, onde aparece solitário na mesa do Senado, Vavá informa que presidiu a sessão daquele dia. A ausência nas redes é justificada, pois o senador ainda está ressabiado com a fragorosa derrota nas urnas. Aff Maria!

Violência condenada

A seccional sergipana da OAB condenou as agressões físicas registradas nesta campanha eleitoral. “Negar ao outro o direito de expressar sua opinião política é prática violenta, autoritária e antidemocrática”, diz a Ordem. Assinada pelo presidente da OAB, Inácio Krauss de Menezes, a nota sugere que “acima da defesa de qualquer candidato, devemos defender o ideal democrático”. Certíssimo!

Batendo em retirada

A Petrobras pretende se desfazer de parte de seus ativos em Sergipe até o final deste ano. Segundo o jornal Valor Econômico, na lista de negociações da estatal estão os campos de Piranema, no litoral de Estância, e os localizados em águas profundas da Bacia de Sergipe-Alagoas. E ainda há quem diga que a Petrobras não está se desfazendo das tralhas e juntando os trecos para cair fora do estado. Ó Céus!

Abaixo o churrasco

A picanha, a fraldinha e a maminha assadas na brasa, símbolos de um bom churrasco, estão se tornando inimigas do clima. É que a carne, desde a criação do gado até a mesa, é responsável pela liberação de grande quantidade de gases que causam o aquecimento global. Segundo o Observatório do Clima, os impactos provocados pela agropecuária respondem por 69% das emissões de gases de efeito estufa do Brasil. Diante disso, a recomendação é que o consumo de carne de boi seja menor e a produção mais eficiente. Danou-se!

Contra Vavazinho

E o prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro (PSC), engrossou o bloco de apoio à reeleição do governador Belivaldo Chagas (PSD). E por que não apoiar Valadares Filho? Segundo Valmir, porque o candidato do PSB dividiu a oposição ao recusar uma composição com o senador Eduardo Amorim (PSDB), também derrotado na disputa pelo governo de Sergipe. Então, tá!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 3 de março de 1912.

Resumo dos Jornais