21/10/18 - 06:39:49

Assistência e Corpo de Bombeiros promovem projeto para crianças e adolescentes

Um dia na base do Corpo de Bombeiros de Sergipe com direito a muitas descobertas e diversão. Assim foi a manhã deste sábado, 20, das aproximadamente 60 crianças e adolescentes que estão em situação de acolhimento institucional em Aracaju. Essa é a segunda vez que os meninos e meninas participaram do projeto ‘Meu padrinho bombeiro’, promovido pelo Corpo de Bombeiro Militar do Estado de Sergipe, em parceria com a Secretaria Municipal da Assistência Social, que faz parte das comemorações alusivas ao 12 de outubro, data em que se comemora do Dia das Crianças.

Quase toda criança tem o sonho de conhecer como é a rotina do bombeiro, profissional treinado para atuar em situações de tragédias, a exemplo de incêndios, resgates de pessoas em acidentes de trânsito, desmoronamentos de edifícios, entre outros acontecimentos. O bombeiro é considerado por muitos um verdadeiro herói. Neste dia especial, os participantes tiveram a oportunidade de ver de perto um Caminhão de Bombeiro, participar de oficinas de rapel, de combate a incêndios e acariciar os famosos cães farejadores. Além disso, tiveram muitos doces e brigadeiros, brincadeiras, sorrisos e muito aprendizado em um espaço de muita representação.

A secretária da Assistência Social, Rosane Cunha, esteve presente na ocasião. Muito contente com a parceria que, para ela, é uma maneira de complementar o serviço das unidades de acolhimento, Rosane agradeceu a todos os envolvidos em mais uma edição do projeto. “Esse é um mês muito especial para todas as nossas crianças, em que realizamos diversas atividades para ratificar a importância desse mês destinado aos nossos pequenos. Mas esse projeto é ainda mais significativo porque o bombeiro já faz parte dos seus imaginários, como aquele personagem que cuida da nossa cidade, e que eles sentem bastante protegidos. Foi um dia muito feliz para as crianças e para todos nós. Gostaria de agradecer a todos os membros do Corpo de Bombeiros por tratá-los tão bem e aproveitar para destinar os meus agradecimentos aos nossos profissionais que se dedicam ao máximo. Juntar essa criançada toda, ufa! Dá um trabalho, mas isso mostra o quanto a Prefeitura se preocupa em garantir o melhor para elas”, disse.

Segundo o subcomandante, Gilfran Mateus Santos, a realização do evento foi uma forma encontrada pela corporação para contribuir com o desenvolvimento dos usuários das unidades de acolhimento de Aracaju, bem como, para ajudar a despertar o interesse pela prestação de serviço à comunidade. “Essa é a segunda vez que estamos promovendo o projeto. Percebemos o quanto tinha dado certo da outra vez, então, decidimos colocar no nosso calendário de atividades. É um dia para comemorar a data destinada a essas crianças, mas também para despertar o interesse delas pela área e para ajudar no desenvolvimento de cada uma no que diz respeito ao social”, ressalta.

De acordo com o coordenador da Proteção Social Especial da Assistência, Jonathan Rabelo, que também é responsável por gerenciar as unidades de acolhimento, esses projetos proporcionam momentos diferentes, que são muito importantes para o desenvolvimento de cada criança e adolescente beneficiado. “Essas parcerias somam muito ao nosso trabalho. Estamos sempre formando parcerias na perspectiva de ofertar aos nossos meninos e meninas momentos divergentes daquelas atividades diárias que a gente já realiza. Essa interação com outras pessoas ajuda muito no processo de evolução dos usuários”, pontua.

A M. da C. tem 14 anos e está em situação de acolhimento em uma das quatro Casas Lares da Assistência de Aracaju. Segundo ela, esse é um dia muito aguardado por todos. “Ficamos muito ansiosos para participar dessa atividade com os bombeiros. Ano passado eu já estava na Casa Lar, mas não tive como vir. Meus irmãos disseram que havia sido muito legal. Agora não podia perder a chance de conhecer e me divertir. É muito bom quando todos nos encontramos”, conta.

O cabo Gabriel Mota aproveitou para trazer o seu filho, o Raul Chaves, de apenas dois aninhos. Para ele, a participação de Raul no projeto, faz com que ele cresça com o espírito de solidariedade e respeito ao próximo. “Estamos promovendo um dia de muita alegria para essas crianças. Em ação que apresenta o Corpo de Bombeiro como uma instituição solidária. Por isso eu trouxe o meu filho. Para crescer com esse pensamento e, claro, entendendo o quanto esses meninos são especiais”, afirma.

Foto Danilo França

Da assessoria