24/10/18 - 07:42:05

Debate chocho

Quem não assistiu o debate promovido, ontem, pela TV Atalaia não perdeu nadica de nada. Os candidatos Belivaldo Chagas (PSD) e Valadares Filho (PSB) repetiram as mesmas promessas feitas por ambos no horário eleitoral gratuito do rádio e da televisão. Vale ressaltar, porém, a excelente condução dos trabalhos pelos jornalistas Diego Barros, Amália Roeder e Gilvan Fontes. Ficou claro, mais uma vez, que os dois candidatos não possuem propostas concretas para tirar Sergipe do atoleiro em que se encontra. Tanto Belivaldo quanto Vavazinho exageram nas promessas mirabolantes sem explicar como conseguirão os recursos para transformar o estado no prometido paraíso. Decididamente, o cidadão que sentou diante do televisor pensando em se definir por este ou aquele postulante a governador de Sergipe, permanece sem saber em quem votar no próximo domingo. Ó Céus!

Em cima do muro

Como boa tucana, a deputada estadual Maria Mendonça está em cima do muro agora no 2º turno das eleições. E como explicar a participação dela num evento político onde também estava o candidato à reeleição governador Belivaldo Chagas (PSD)? “Fui lá atendendo a um convite do deputado federal Laércio Oliveira (PP), mas isso não significa apoio político”, explica. Sobre a decisão de ficar em cima do muro, Maria Mendonça é curta e grossa: “Estou muito cansada e preciso descansar”. Ah, bom!

Direita, volver!

E quem está apostando todas as fichas na eleição do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) é Mendonça Prado (DEM), candidato derrotado ao governo de Sergipe. Segundo ele, o deputado-capitão “representa o choque de moralidade que o Brasil precisa”. Aliás, como oficial da reserva do Exército e presidente do DEM sergipano, Mendoncinha estará com a faca e o queijo se Bolsonaro for eleito domingo próximo. Desconjuro!

Te cuida, Edvaldo!

Mesmo antes do fim desta campanha eleitoral já tem gente de olho na cadeira do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Os vereadores aracajuanos Cabo Amintas (PTB) e Emília Corrêa (Patriota), além do deputado estadual reeleito Gilmar Carvalho (PSC) pensam em disputar a Prefeitura da capital. Os três concordam que é muito cedo para discutir o pleito de 2020, porém garantem que se a proposta vingar, estarão prontos para encarrar mais este desafio. Crendeuspai!

Bancada reunida

Dois dias após as eleições de domingo, a bancada federal sergipana se reunirá para discutir as emendas de Sergipe ao Orçamento Geral da União. Marcada para às 19h da terça-feira, a reunião acontecerá no gabinete da senadora Maria do Carmo Alves (DEM), em Brasília, e será presidida pelo ainda deputado federal Jony Marcos (PRB). Das 15 emendas coletivas, quatro serão destinadas para as prefeituras de Aracaju e Socorro, o governo estadual e a Universidade Federal de Sergipe.

Vão às urnas

Sortudos são os advogados sergipanos, que vão às urnas menos de um mês após o 2º turno das eleições gerais deste domingo. Marcado para o próximo dia 19, o pleito que elegerá a nova diretoria da seccional da OAB conta com três chapas. Disputam a presidência da Ordem sergipana os advogados Carlos Augusto Monteiro Nascimento, Arnaldo de Aguiar Machado Júnior e Inácio José Krauss de Menezes. Boa sorte aos três!

Ditadura nunca mais

E o deputado estadual eleito, o vereador aracajuano Iran Barbosa (PT) criticou a ameaça de fechar o Supremo Tribunal Federal feita pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). “Trata-se de um atentado à democracia e deve receber todas as reprimendas, especialmente a quem jurou respeitar a Constituição”, frisa Iran. O petista entende que ao amaçar fechar o Supremo, o Bolsonarinho Júnior defendeu claramente o retorno do Brasil à ditadura. Misericórdia!

Onde andas?

Desde que foi fragorosamente derrotado nas urnas, o ainda senador Antônio Carlos Valadares (PSB) tomou um chá de sumiço das redes sociais. Não tem dado as caras nem mesmo na propaganda eleitoral do filhote e candidato a governador Vavazinho (PSB). Será que esse silêncio de Vavá faz parte dos preparativos visando curtir a aposentadoria política a partir de 2019? Marminino!

Baixo a violência

O Sindicato dos Jornalistas de Sergipe condenou a violência verbal e física registrada durante a campanha eleitoral. Em nota, a entidade afirma que as falsas notícias divulgadas pelo WhatsApp incentivaram a violência física. A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo registrou mais de 120 agressões a jornalistas nesta campanha eleitoral. Por fim, o Sindijor conclama a sociedade “para repudiar o preconceito e se opor ao arbítrio, ao autoritarismo e ao fascismo”. E viva a democracia!

Discriminadas

As mulheres continuam enfrentando antigos problemas quando o assunto é a carreira. Pesquisa revela que elas ainda se deparam com discriminações de gênero no ambiente de trabalho. Dentre os problemas mais comuns, as entrevistadas citam o fato de serem relacionadas com certos estereótipos (63%), a compensação desigual (60%), o tratamento diferenciado (58%), a desigualdade de oportunidades (58%), piadas de gênero (38%) e o assédio sexual (31%). Aff Maria!

Recorte de jornal

Publicado no Jornal de Aracaju em 29 de setembro de 1875.

Resumo dos Jornais