24/10/18 - 16:18:45

Especialista alerta que cuidar da saúde bucal vai muito além das cáries

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), em alusão ao Dia Nacional do Dentista, anualmente comemorado em 25 de outubro, informa que cuidar da saúde bucal vai muito além das cáries. Vários outros sinais e sintomas de doenças podem aparecer na boca e, como em qualquer assunto de saúde, nem sempre são diagnosticados de forma isolada, mas, sim, associados a demais fatores que poderão indicar doenças comuns ou graves.

A referência Técnica Estadual de Saúde Bucal, Ana Paula Vieira Alves Mendonça, diz que falar da saúde bucal é sempre muito mais abrangente do que se imagina. “Foi-se o tempo em que quando a saúde bucal era citada, automaticamente era ligada a uma imagem de sorrisos, em que apenas os dentes eram os protagonistas da história. Os anos passaram e felizmente agora percebemos que a noção popular do que se tinha em mente sobre a odontologia evoluiu. Os profissionais odontólogos, atualmente, integram com mais veemência a linha de cuidados dos pacientes, dando uma maior amplitude à importância do olhar diferenciado do cirurgião-dentista”, explica.

Alterações na língua, na gengiva e nos dentes podem ser os primeiros passos para indicar suspeitas que possam levar a um diagnóstico de algo que acomete o corpo inteiro. Por isso se faz tão importante visitar o dentista regularmente para a realização de exames preventivos, firmando, assim, um vínculo de valorização do cuidado com a saúde oral.

Algumas doenças podem apresentar sinais que se manifestam na cavidade oral como, por exemplo, a sífilis, a leucemia, a bulimia, a anemia, doenças autoimunes como o lúpus eritematoso e pênfigo vulgar, a diabetes, cirrose hepática, aids e câncer oral. “Quando houver presença de feridas na gengiva que não cicatrizam, placas vermelhas e úlceras, inchaço na gengiva com sangramentos aparentemente sem motivo, dentes com perda severa de esmalte, língua lisa (descamada), mau hálito, gengivite, mudança de cor na mucosa oral, aparecimento de placas esbranquiçadas, aftas de pequenas ou grandes extensões, mas que não cicatrizam, é importante procurar um profissional odontólogo para averiguação, diagnóstico, tratamento e acompanhamento das afecções” explica Ana Paula.

“Para pacientes do SUS, a rede estadual de saúde oferece serviços em sete Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) regionais com as especialidades de diagnóstico oral, cirurgia oral menor, periodontia, endodontia e atendimento a pacientes com deficiência. Há ainda, no Hospital de Urgência (HUSE), serviço de oncologia oral. Pacientes com deficiência são atendidos, também, no Hospital Regional Garcia Moreno em Itabaiana. Tudo isso para dar suporte e continuidade do cuidado referenciado a partir da atenção primária realizada nos municípios” destaca a referência técnica da SES.

É importante reforçar a importância do autoexame oral.  “Ao menor sinal ou sintoma, buscar a ajuda daquele profissional que estará apto para atendê-lo, sanando dúvidas e cuidando de modo adequado de qualquer que seja a necessidade apresentada, que é o cirurgião-dentista” e complementa “ser cirurgião-dentista é tão somente abraçar a causa do sorriso. Seja pela cura de problemas e restabelecimento da saúde oral no seu sentido maior ou puramente na arte de dirimir dúvidas, ter a capacidade de devolver a mais nobre expressão do ser em paz e feliz, o ato de sorrir. A Secretaria Estadual de Saúde orgulha-se por ter, em Sergipe, profissionais de alto padrão de conhecimento, compromisso e amor pelo que faz. Parabéns a todos os cirurgiões-dentistas! Muita saúde, sucesso e prosperidade!” conclui Ana Paula.

Fonte e foto SES