26/10/18 - 09:57:04

André: “Valadares Filho é medíocre, pau mandado do pai e pequeno como ele”

O deputado federal André Moura (PSC), que não conseguiu se eleger para uma das vagas ao senado, preferiu não responsabilizar ninguém por sua derrota, afirmando que ainda não parou para analisar, e que “o tempo vai mostrar onde André e os sergipanos acertaram e erraram”, afirmou.

André Moura fez esse comentário durante entrevista que concedeu na manhã desta sexta-feira (26) aos jornalistas Paulo Souza e Dário Marcelo, na Jovem Pan, onde ele aproveitou para dizer que enquanto deputado federal, fez um governo paralelo em Sergipe, ao ser ele o parlamentar que mais destinou verbas para o estado. “No meu mandato, conseguimos cerca de 1,5 bilhão em recursos, inclusive em dezembro vamos entregar 300 máquinas e mais recursos para aquisição de 104 ônibus escolares aos municípios”, informou.

Ainda sobre o último pleito, ao se referir aos dois senadores eleitos, delegado Alessandro Vieira (Rede) e Rogério Carvalho (PT), André Moura disse que “cumpri com minha obrigação e agora é esperar que os dois tragam para Sergipe o mesmo volume de verbas. Torço para que os dois façam um bom trabalho”, disse.

André Moura também falou sobre a administração de Edvaldo Nogueira, voltou a afirmar que não teve o apoio do prefeito e que “depois que eu comecei a ajudar, Aracaju virou  um canteiro de obras. Quanto ao seu apoio, eu não fiz acordo com ele. Mas eu esperava que todos os prefeitos que ajudei tivessem gratidão”, desabafou.

A entrevista de André ficou realmente “apimentada” quando ele se referiu ao candidato ao governo do estado, Valadares Filho (PSB), a quem de forma dura ele classificou como sendo “preguiçoso, pau mandado, marionete, joguete, medíocre e pequeno como ele é”, afirmou André e continuou: “Valadares Filho não tem digital. Ele é uma capa. Um bezerro desmamado, um menino mimado. A sua fala é medíocre, tanto quanto ele é”, disse o deputado, acrescentando que “ele é um ventríloquo do pai. As decisões na Câmara só saiam depois que o pai liberasse”.

André demonstrou muita irritação com VF, principalmente  por algumas propagandas do candidato onde dizia que “André Moura apoia candidatura de Belivaldo. Alguns prefeitos que votaram comigo declaram apoio a Belivaldo e ai era eu quem mandava. Outros declaram apoio a Valadares Filho. Aí era porque ele é loiro, malhado, gostoso e dois metros de altura”, ironizou André Moura.

Outro ponto que chamou a atenção na entrevista, foram as declarações de André ao afirmar que “eles votaram a favor do impeachment em troca de cargos. Eles ficaram com toda estrutura da Codevasf e fizeram um verdadeiro cabide de empregos. Eu era o líder do governo e acompanhei tudo”, contou André.

Ao ser questionado sobre as informações de apoio a Belivaldo, André voltou a repetir o que tem dito em todas as suas entrevistas de que “neste segundo turno declarei apoio para Jair Bolsonaro porque sei que ele poderá mudar essa situação e tirar o poder do PT que destruiu o país. Ele é o único que apoio neste segundo turno. A opção por Bolsonaro é pessoal”, explicou.

Ainda sobre Belivaldo, o parlamentar disse que não poderia apoiar porque “representa a mesmice, a continuação do governo de Jackson Barreto, o pior governo da história de Sergipe. Representa um projeto ultrapassado, embora pode ser até diferente”, disse e encerrou dizendo que a decisão de seu pai em apoiar Belivaldo é pessoal. “Essa é uma decisão dele. Eu não mando nele e nem ele em mim, ao contrário de Valadares Filho. Quanto a prefeita Lara Moura, também não apoiará ninguém neste segundo turno”, afirmou.

Munir Darrage