26/10/18 - 07:18:59

Funesa debate prevenção ao câncer de mama com servidoras

Ação em alusão ao Outubro Rosa busca incentivar o enfrentamento ao diagnóstico

Diálogo, troca de experiências, conscientização e incentivo à prevenção ao Câncer de Mama. Assim aconteceu o “Café com Elas”, ação em alusão à campanha Outubro Rosa, organizada pela Coordenação de Promoção e Prevenção à Saúde (Copps)  da Fundação Estadual de Saúde (Funesa) para as servidoras da Fundação. O encontro, que teve como temas ‘O autocuidado com prova de amor’, contou com o momento ‘Câncer de Mama: vivi e sobrevivi’, com a participação de Gisele Barbosa, que relatou a sua experiência durante o tratamento da patologia.

“Descobri o câncer de mama aos 37 anos, no terceiro mês de gravidez e, após algumas consultas, a primeira suspeita foi Herpes zóster, mas um outro momento, já com a análise do mastologista, a suspeita mais provável era a de câncer.  Chegaram a cogitar a interrupção da minha gravidez, mas optei em levar minha gravidez adiante e somente depois fazer a cirurgia”, relatou Gisele.  Mas a luta de Gisele ficou ainda mais difícil. Ela descobriu outro câncer, o de intestino, aos seis meses de gestação, com o surgimento de  tumores no órgão.

Para combater a doença, Gisele precisou fazer uma cirurgia para a retirada de uma parte do intestino. Depois que o filho nasceu, ela fez oito sessões de quimioteria e, posteriormente, a radioterapia, com sessões feitas no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). “Tem que respeitar o corpo e se analisar. Se perceber algo estranho, tem que procurar um médico. De preferência um especialista. O câncer não dói, mas ele mostra sinais. O corpo reage com manchas, inchaços, ou outras reações”.

Ainda segundo Gisele, o mais importante é a pessoa não se entregar à doença, pois o enfrentamento deve ser o nosso melhor artifício. “Só morremos quando nossa mente morre, nosso psicológico se entrega. Temos que entender a doença e não ceder. Por isso que hoje eu gosto de conversar com as pessoas para conscientizá-las dessa luta, que tem como ser vencida”, frisou.

A referência em Saúde da Mulher da Secretaria de Estado da Saúde, Rita Bitencourt, informou que, só em 2018, Sergipe já registrou quase 500 casos da doença. “A prevenção é o caminho para um tratamento adequado, além de gerar resultados positivos. Por isso trabalhamos muito nesse sentido de conscientizar a mulher, para que ela se previna e enfrente a doença. O Estado sempre atua dando esse suporte, alertando a importância do autoexame, de forma que esse enfrentamento seja cada vez mais eficiente”, ressalta.

De acordo com Sandra Ribeiro, coordenadora de Promoção e Prevenção à Saúde, a iniciativa, denominada “Autocuidado como Prova de Amor” terá mais outra ação, a ser realizada no próximo dia 31 (quarta-feira). “Esse ano dividimos a campanha em dois momentos: o primeiro, de educação em saúde, e o segundo, com o corpo e voltado à beleza. É preciso ter esse cuidado, tendo em vista que o câncer de mama é o segundo câncer que mais mata as mulheres no mundo”, disse.

No próximo dia 31, à partir das 9h, haverá a atividade lúdico corporal ‘Movimente-se: quem dança é mais feliz’, com professora Mara Mahayla; e a oficina de automaquiagem, com a consultora de beleza Thathianne Machado. A ação contará com sorteio de brindes.

Assessoria de Comunicação Funesa