26/10/18 - 06:29:48

Juíza Denize Maria de Barros Figueiredo despede-se do TRE-SE

Minha trajetória profissional vai continuar em outras lides, sou advogada por profissão e por paixão. Continuarei a exercer minha profissão com probidade e honradez

A sessão de julgamentos do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) realizada nesta quinta-feira (25) marcou a despedida da juíza Denize Maria de Barros Figueiredo.A magistrada integrou a Corte durante o biênio 2016-2018 e recebeu das mãos da procuradora regional eleitoral, Dra Eunice Dantas Carvalho, uma placa em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à Justiça Eleitoral e à democracia.

O presidente do Tribunal, Des. Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, ressaltou que todos os embates jurídicos havidos com a homenageada foram eminentemente técnicos e sempre muito respeitosos. “A senhora tem um estilo equilibrado, calmo. Vossa Excelência sempre demonstrou elegância jurídica ao defender seus posicionamentos, o que não se confunde com fraqueza, pelo contrário, pois é notória a forte personalidade no sentido de defender com ímpeto seus pontos de vista”, afirmou.

Da mesma forma, o desembargador e corregedor Diógenes Barreto reconheceu a polidez da jurista na condução dos trabalhos. “Minha admiração é grande por Vossa Excelência. Nos momentos mais acalorados dos debates nesta Corte a senhora sempre foi aquela que temperou nosso ambiente, trazendo sempre serenidade e equilíbrio ao ambiente”, disse. Os demais membros do TRE-SE foram unânimes em ressaltar as qualidades da jurista ao tempo em que proferiram votos de estima.

A Dra. Denize Maria de Barros Figueiredo, em seu discurso de despedida, afirmou “ . Cada processo é uma luta jurídica e cada resultado, positivo ou negativo, é uma vitória no tablado da vida. Esta casa foi um modelo para mim e uma grande inspiração, aqui vivi grandes experiências e tive contato com vários profissionais das ciências jurídicas. Espero ter feito tudo o que poderia e deveria, doravante foi bom navegar em outros mares, aprendendo com cada lição do tempo e vivendo com esse mesmo tempo tudo que puder ou ele tiver a me oferecer. Novamente deixo o meu muito obrigada a todos os membros da Corte, assessores e servidores desta Casa de Justiça”.

Segundo a Constituição Federal, em seu art. 120, §1º: os Tribunais Regionais Eleitorais compor-se-ão por dois juízes dentre os desembargadores do Tribunal de Justiça, dois juízes de direito escolhidos pelo Tribunal de Justiça, de um juiz federal e de dois advogados de notável saber jurídico, nomeados pelo presidente da república.

Fonte e foto assessoria