30/10/18 - 08:07:12

A última maldade

Antes de ser defenestrado do governo, o ainda presidente Michel Temer (MDB) quer perpetrar sua última maldade contra o povo: aprovar a famigerada reforma da Previdência. Neste sentido, já se ofereceu ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para trabalhar junto ao Congresso visando aprovar o nefasto projeto até o final do ano. Desta forma, o futuro inquilino do Palácio do Planalto evitaria o desgaste de impor ao país uma reforma que só interessa aos patrões e aos capitalistas. Não se nega que o atual modelo previdenciário precisa passar por profundas mudanças, contudo o atual Congresso, repleto de fichas sujas e corruptos, não tem autoridade moral para aprovar alterações tão complexas. Ora, se a tal reforma concebida na calada da noite é tão boa, por que os militares e congressistas ficaram de fora dela? Portando, é bom a classe trabalhadora ficar atenta e reagir contra este crime de lesa-pátria antes que seja tarde demais.

Cara a cara

O governador reeleito Belivaldo Chagas (PSD) terá hoje o primeiro encontro direto com seu adversário Valadares Filho (PSB). Também derrotado nas urnas, o ainda senador Antônio Carlos Valadares sentará com o “Galeguinho”. Os três, juntamente com os demais integrantes da bancada federal sergipana vão tratar sobre as emendas do estado ao Orçamento da União. Será que Vavazão e Vavazinho tentarão retaliar o futuro governo de Chagas ou agirão de forma republicana? Marminino!

Trump caboclo

E o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) voltou a prometer cortar toda verba publicitária do futuro governo para o jornal Folha de São Paulo. No estilo do falastrão presidente dos EUA, Donald Trump, que vive ameaçando a imprensa norte-americana, o capitão reformado jurou que no governo dele o jornal paulista não terá um tostão. Alguém precisa dizer a Bolsonaro que a verba não é do presidente, é do Estado sustentado por todos os pagadores de impostos, inclusive os que não votaram nele. Crendeuspai!

Auxílio-vergonha

O auxílio-moradia pago aos magistrados é uma imoralidade pública. Sobre essa aberração, o frade dominicano Marcos Sassatelli tem indagações pertinentes: “Por que os juízes, mesmo possuindo casas, devem ter residência paga com dinheiro do povo? Os demais trabalhadores não cuidam da própria moradia com o seu salário? Por que tanta mordomia para os juízes? Não deveríamos ser todos iguais perante a lei?”. Com a palavra o senhor Judiciário!

Agora vai

Vereadores da oposição foram se queixar da Prefeitura de Aracaju ao Tribunal de Contas de Sergipe. Querem que o TCE obrigue a municipalidade a honrar os contratos feitos com os músicos que tocaram no Forró Caju e ainda não viram a cor do cachê. O conselheiro Luiz Augusto Ribeiro prometeu analisar a queixa dos parlamentares para só depois se posicionar. Ah, bom!

Meu pai, pai!

Como bom pai, o senador Antônio Carlos Valadares saiu em defesa do filhote Vavazinho, atacado verbalmente pelo ex-governador Jackson Barreto (MDB). Após a vitória nas urnas de Belivaldo Chagas, JB apareceu num vídeo simulando telefonar para Vavazinho, chamando-o de vagabundo e oferecendo-lhe uma carteira de trabalho. “Um político decadente parte para atacar Valadares Filho, na tentativa de humilhá-lo de público. A esse político faltam-lhe grandeza de espírito e mancômetro”, reagiu o senador. Homem, vôte!

Viva a democracia!

O sergipano Carlos Ayres de Britto, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, deseja que “aqui e em toda parte, os arejados ventos mentais da democracia desfaçam o que surgir de fumaça institucionalmente tóxica no ar”. Também pelas redes sociais, Britto lembra que “o eleitor que vota mal é vítima de sua má escolha e cúmplice de sua própria desgraça”. É Vero!

PT forte

O senador eleito Rogério Carvalho (PT) entende que, apesar de não ter ganhado a eleição para a Presidência da República, o PT continua forte. “E é, indiscutivelmente, o partido mais querido do Brasil. Vencer ou não uma eleição, não significa começo ou fim de nada, mas apenas um momento de transformação”. Segundo Rogério, a bancada petista no Congresso “continuará a fazer a diferença na política brasileira”. Então, tá!

Boquinha garantida

Ex-prefeitos e cabos eleitorais do interior ainda comemoram a retumbante vitória do governador Belivaldo Chagas. Com a reeleição do “Galeguinho”, esse time de come e dorme deve manter as boquinhas no governo. É muito por causa desses exageros com o dinheiro do contribuinte que a administração estadual não tem recursos para pagar em dia os servidores que, de fato, tocam a máquina pública. Desconjuro!

Discriminação

 Sempre que prende suspeitos por crimes menores, geralmente marginais pés de chinelos, a Polícia Civil de Sergipe convoca a imprensa para exibi-los como se fossem troféus. Na pior das hipóteses, distribui fotografias dos desgraçados algemados. Não ocorre o mesmo quando os presos são figurões da sociedade. Por que será? Tingo, lingo, tengo, meu papagaio!

 Recorte de jornal

 

Publicado no jornal aracajuano A Notícia, em 20 de novembro de 1897.

Resumo dos Jornais