31/10/18 - 14:26:50

Milton: “Jackson conseguiu ser infeliz em tudo que fez nos últimos anos”

O ex-candidato a governador de Sergipe, empresário Milton Andrade (PMN) considera que o ex-governador Jackson Barreto (MDB), derrotado na eleição do último dia 7 de outubro, tem um comportamento “medíocre, vil e desrespeitoso” com os que, de alguma forma, o contraria.  “É profundamente lamentável que um homem público, que ocupou grandes cargos na política de Sergipe, comporte-se com tanta pequenez. Ele apequena a política de Sergipe e nos envergonha como sergipanos”, disse Milton, ao ser questionado, durante entrevista na FM Barra (em Barra dos Coqueiros) sobre os ataques proferidos, publicamente, pelo ex-governador contra alguns políticos, como o delegado Alessandro Vieira e o deputado federal Valadares Filho.

Milton lembrou que o delegado Alessandro Vieira obteve quase meio milhão de votos, fazendo uma campanha limpa, ao contrário do ex-governador que ficou em quarto lugar na disputa pelo Senado da República. “Infelizmente, Jackson é desprezível e, como cidadão,envergonha-me tê-lo tido como governador do meu Estado”, disse, ressaltando que o emedebista conseguiu ser infeliz em tudo o que fez nos últimos anos. “Ele conseguiu ser infeliz na gestão, consegue ser infeliz nas colocações que faz e é infeliz no exemplo que dá aos sergipanos”, disse, reportando-se ao vídeo que Jackson fez ao lado de um grupo de amigos, após a eleição, com um telefone em mãos simulando uma ligação para o deputado federal Valadares Filho, segundo colocado na disputa sucessória estadual. “Tem um a frase antiga que diz que ‘não se debocha nos jazigos dos falecidos’”, ensinou.

Milton, que obteve pouco mais de 35 mil votos no primeiro turno do pleito, observou que o derrotado tem que respeitar a vontade popular e o vencedor dever se comportar com altivez.  Ele ressaltou, no entanto, que neste caso, Jackson, que age com tanta arrogância, como se fosse um imperador, não venceu a eleição. Ele foi derrotado pelo eleitorado; foi aposentado à força nas urnas, mas age como se a vitória do governador Belivaldo Chagas fosse mérito seu. Belivaldo Chagas venceu, por ter descolado dele. Se estivesse ficado ao lado de Jackson enfrentaria dificuldade. Tanto é que se estivesse confortável não teria usado como slogan de campanha “chegou pra resolver’. Como era vice e estava ao lado dele, poderia usar algo do tipo ‘no rumo certo’”, falou.

Na avaliação de Milton Andrade, é reprovável sob todos os aspectos o comportamento “mesquinho desse cidadão que não tem noção da sua responsabilidade como homem público”. Para ele, Jackson deveria preservar as pessoas e não sair por ai falando impróprios, agredindo-as de forma vil.  “Jackson, emudeça, silencie, tenha vergonha, não fique vibrando com a derrota alheia e se comportando como se tivesse sido vencedor. Quem venceu a eleição, apesar de você, foi Belivaldo”, enfatizou Milton Andrade, completando que historicamente, o ex-governador sempre se comportou de forma “baixa e odienta”.

Por Kátia Santana