05/11/18 - 09:00:58

Seed promove acolhimento dos estudantes que prestaram Enem no 1º dia de prova

Mais de 77 mil estudantes das redes particular e pública se inscreveram em Sergipe

O nervosismo e ansiedade eram inevitáveis, mas a equipe da Secretaria de Estado da Educação (Seed) esteve em diversas escolas na capital e no interior de Sergipe para dá apoio e conversar com os estudantes que responderam a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no domingo, 4. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), em Sergipe cerca de 77.047 mil candidatos se inscreveram em 2018, sendo 18 mil alunos da Rede Estadual de Ensino.

O objetivo do acolhimento foi fazer com que os estudantes se sentissem mais tranquilos, momentos antes da abertura dos portões. No local, servidores da Seed conversavam com os alunos, que na sua maioria eram de escola da Rede Estadual e do curso Pré-Universitário, entregavam água, suco e caneta preta.

O superintendente executivo da Seed, professor Everton Siqueira, avalia esta ação como um grande compromisso dos servidores da Seed com a educação pública. “Esse é um trabalho que começa nos polos do Pré-Universitário e se estende para a porta das instituições de ensino. A gente acredita na escola pública e nessa juventude que é muito promissora. Nada mais justo que estarmos aqui dando apoio nesse momento que definirá o futuro deles”, disse.

De acordo com o diretor do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase), professor Fábio Leite, em Aracaju, o acolhimento aconteceu em cinco pontos da cidade e no interior foi coordenado pelas DREs. Ele ainda destaca a importância da Revisão Final momentos antes da prova.

“A intenção de estarmos aqui, assim como os servidores que estão em outras partes do estado, é trazer nosso abraço e dizer que nós acreditamos neles. Um atenção que começa, desde as aulas do Preuni Seed, com conteúdo especifico, até o fim do ciclo com nosso aulão final que superou todas  as nossas expectativas. Estávamos com receio em relação ao local, mas com o trabalho árduo dessa equipe competente conseguimos fazer um lindo evento”, festeja.

Foco e determinação

Antes da abertura dos portões, o que mais se viam era grupos de amigos conservando. Entre os assuntos, especulação sobre as possíveis questões da prova e qual seria o tema da redação. Para eles, esse momento serviu para se distrair e diminuir o nervosismo.

A aluna Ana Marina Lima Correia conta que apesar da tensão, estava preparada. Ela ainda destacou a importância do Preuni nesse processo. “Esse é um ano decisivo para mim, estou me formando no ensino médio e pretendo usar a nota do Enem para cursar Arquitetura. Me sinto pronta, tive um excelente apoio do Pré-universitário para chegar até aqui. Ambiente que tem uma equipe de professores muito competentes para nos auxiliar”, avalia.

O mesmo entusiasmo é compartilhado pelo aluno Gustavo da Silva Santos que fez a prova em 2017 para ganhar experiência. Ele pretende utilizar a nota do Enem para cursar Matemática. “Sempre gostei de exatas e o meu objetivo na área é lecionar. Sinto que estou preparado porque tive um acompanhamento adequado durante todo o ano, sem falar na revisão que também é decisivo nesse processo. Uma aula que é conteúdo a todo momento, com professores animados e que nos estimula com muitas dicas e brincadeiras”, relata.

Tema da Redação

“Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na Internet” foi a temática para a produção da Redação. O Programa Pré-Universitário/SeeD trabalhou bem temas voltados à tecnologia, vinculados às redes sociais e manipulação, e a influência no  comportamento dos usuários de forma geral. Entre propostas sugeridas pelo Caderno Thétis Nunes (Redação), aulas de Redação e produção nas Oficinas de Redação, foram trabalhados os temas: Redes Sociais: a linha tênue entre a ética e a manipulação; Ciberbullying e o avanço da tecnologia nos desvios da modalidade; “Fake News”: notícias falsas e seus impactos; Digital Influencer: como a profissão vem transformando os hábitos saudáveis dos brasileiros?;  O uso de tecnologias na infância: benefícios ou prejuízos no desenvolvimento das crianças;  O discurso de ódio nas redes sociais e seus fatores impulsionadores;  Os efeitos do ciberativismo como ferramenta de protesto.

Na discussão dessas temáticas, foram abordados todos os aspectos relevantes diante da grande área Tecnologia e Redes Sociais, o que engloba as palavras-chave presentes no tema escolhido este ano, tais como: internet, influência, comportamento e manipulação. De início, os estudantes podem até surpreenderem-se diante da expressão “controle de dados”, mas certamente a orientação trazida pelos textos motivadores auxiliou à compreensão efetiva do tema. “Podemos ficar confiantes, porque os estudantes tiveram, no decorrer do ano, um bom repertório diante da temática”, disse Fábio Leite.

Próximo Aulão

Nesta sexta-feira, 9, das 15h às 20h, na Arena Batistão, acontece mais uma Revisão Final com conteúdo da área de exatas: Matemática; e Ciências da Natureza e Suas Tecnologias. Todos os estudantes receberão lanches, apostilas e material pedagógico próprio para as revisões, confeccionados pelos professores do Curso Pré-Universitário.

No domingo, 11, segundo dia do Enem os portões abrem às 11h e fecham às 12h, horário local. A prova começa às 12h30. É necessário levar caneta transparente esferográfica na cor preta, o cartão de confirmação e documento original com foto.

SEED

Foto Eugenio Barreto