06/11/18 - 09:13:24

33% dos brasileiros não sabem quanto gastam no cartão de crédito

Veja 10 orientações para o uso consciente

Muitos consumidores brasileiros ainda não conseguem lidar com as dívidas do cartão de crédito, é o que mostra uma recente pesquisa divulgada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). De acordo com o levantamento, 33% dos consumidores não sabem o valor da fatura do mês anterior.

Além disso, outros 25% entraram no famoso rotativo, ou seja, quando é pago somente o valor mínimo da fatura, sendo os juros mais altos do mercado atualmente (superior a 200% ao ano). Outros 74% dos entrevistados pagaram o valor total da fatura, porém nas classes C e D esse percentual cai para 64%.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos, o uso do cartão de crédito pode potencializar os hábitos errados em relação à utilização do dinheiro.

“Sabemos que os juros são altíssimos, porém devemos nos educar financeiramente para não cair nessas armadilhas e combater as verdadeiras causas desse problema na raiz e não pontualmente.Há muitas fontes de informação que ensinam, de maneira comportamental, conceitos fundamentais para termos mais sustentabilidade financeira”, afirma Domingos.

Para o educador o cartão de crédito pode, inclusive, ser um aliado do consumidor e oferecer muitos benefícios, como acúmulo de milhas de viagens para trocar por produtos ou serviços, por exemplo.

Confira abaixo 10 orientações desenvolvidas por Reinaldo Domingos para um uso mais consciente do cartão de crédito:

O limite do cartão não deve ultrapassar metade do salário ou ganho mensal, evitando gastar mais do que se recebe;

Se escolher parcelar, saiba antes se terá como se comprometer a pagar esses valores nos próximos meses;

Nunca pague a parcela mínima da fatura, pois isso leva à inadimplência e os juros são extremamente altos. Se não conseguir pagar o valor total, procure outra linha de crédito que não ultrapasse 2,5% ao mês;

Evite o pagamento de anuidade do cartão. É possível encontrar cartões que não cobram nenhuma taxa de manutenção. Também nunca empreste o cartão de crédito à outra pessoa, mesmo que seja conhecida;

Se tiver apenas um ganho mensal, deverá ter apenas um cartão de crédito; caso ganhe semanalmente, poderá ter até três cartões, para os dias 10, 20 e 30. Com isso, poderá comprar seis dias antes do vencimento de cada um deles, ganhando 36 dias para pagamento.

Uma forma educada financeiramente de utilizar o cartão é saber aproveitar os benefícios que o cartão de crédito pode oferecer, sejam prêmios ou milhagens;

Caso perca o controle financeiro e não consiga pagar a fatura total do cartão no vencimento é preciso fazer, imediatamente, um diagnóstico financeiro e descobrir o verdadeiro problema. Junto com isso, deverá buscar uma linha de crédito com taxas de juros mais baixos;

É importante estar consciente que, ao parcelar no cartão de crédito, haverá pagamento de juros em cada prestação;

Lembre-se, você não emprestaria a uma pessoa que não conhece para que pague em prestações sem juros, emprestaria? A resposta é não, portanto, poupe dinheiro, compre à vista e peça descontos;

O cartão utilizado sem consciência promove compras por impulso. Por isso, cuidado! É preciso ter responsabilidade na hora de consumir; sempre pergunte se realmente precisa disso, se tem dinheiro para comprar e se tem como pagar a fatura total do cartão no seu vencimento.

Reinaldo Domingos é doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin – www.abefin.org.br) e da DSOP Educação Financeira (www.dsop.com.br). Está a frente do canal Dinheiro à Vista e é autor do best-seller Terapia Financeira.

Assessoria de Imprensa DSOP Educação Financeira