09/11/18 - 05:43:46

“Enquanto diretores do HC recebiam salários absurdos, pacientes morriam”

por Marta Costa

Após o juiz Aldo de Albuquerque de Melo, da 7ª Vara Cível de Aracaju, decretar a intervenção estadual no Hospital de Cirurgia, determinando o afastamento de todos os diretores da unidade de saúde, no último dia 6 de novembro, o presidente da CPI da Saúde da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), vereador Seu Marcos (PHS), decidiu se pronunciar sobre às investigações e a decisão do judiciário na manhã desta quinta-feira, 8.

De acordo com ele, a decisão do judiciário foi tardia, visto que as evidências de má administração já eram evidentes. Para ele, as denúncias e os fatos que culminaram o início, não só das investigações dos órgãos de fiscalização de combate à corrupção do Estado, como também da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Saúde da Câmara, já falavam por si.

“Quero dizer que a CPI da Saúde está em fase de conclusão. Quero parabenizar o Ministério Público que está trabalhando paralelamente à CPI. Gostaria de relembrar, que procuramos os órgãos competentes para pedir ajuda, orientação e para fazer nossas denúncias. Falei por diversas vezes, na Tribuna da Câmara, que o problema do Cirurgia não era financeiro, era administrativo. Que se tratava de um caso de polícia. E hoje temos a resposta. Está na capa do Jornal da Cidade: ‘O MP não descarta a prisão dos diretores do Hospital de Cirugia’, que já estão afastafos”, destacou.

Seu Marcos relatou a necessidade de intervir na administração da unidade hospitalar. “Eu pedi a intervenção da gestão do Cirurgia, na Tribuna da Câmara, várias vezes. Cobrei ações efetivas dos poderes públicos. Enquanto os diretores recebiam salários absurdos, os pacientes morriam nas filas de espera, precisando de atendimento, de cirurgia. Usavam o hospital como queriam, como cabine de emprego. Quantas vezes a unidade foi fechada. Quantas pessoas morreram. Quem for culpado, que pague”, alertou.

“Quero parabenizar o Ministério Público Estadual que está agindo em paralelo à CPI da Saúde. Mas ao meu ver, a determinação foi tardia. Semana que vem o relatório da CPI deve ser entregue pelo relator vereador Isac Silveira (PCdoB), vamos apresentar nossas denúncias ao Ministério Público. Queremos que os responsáveis paguem”, concluiu o vereador.

Foto Gilton Rosas