14/11/18 - 11:06:38

Jackson Barreto diz que “Belivaldo ficou doce, o povo queria ele”

O ex-governador e candidato derrotado ao Senado, Jackson Barreto, afirmou na manhã desta sexta-feira (14) que a vitória de Balivaldo Chagas ao governo do estado foi porque o povo assimilou o seu jeito de administrar e defendeu que o governador escolha seus secretários, sem intervenção política.

Durante a entrevista que concedeu ao radialista Carlos Ferreira, no jornal da Xodó, o ex-governador voltou a afirmar que não irá disputar mais cargos eletivos, porém sem deixar a política e que não pediu nenhum cargo ao governador. “Eu não pedi e nem pretendo indicar nenhum nome. Isso é uma escolha dele. Não pedi, não indiquei e nem vou indicar”, afirmou.

Quanto a eleição de Belivaldo, Jackson disse que foi um dos responsáveis pela vitória, além do apoio de Eliane Aquino e do Partido dos Trabalhadores, que segundo ele, contribuiu muito. “Importante para mim foi a vitória de Belivaldo, porque faz parte de um projeto que construimos em 2006 com a eleição de Déda e que vem dando certo até hoje”, explicou.

Jackson lembrou que renunciou seis meses antes do término de seu mandato, coisa que segundo ele, “Albano Franco, João Alves e Valadares não tiveram coragem de fazer. Eu fiz porque confiava em Belivaldo e no nosso projeto”, disse.

Ainda sobre Belivaldo, o ex-governador afirmou que a população gostou de seu estilo de governar. “O povo gostou do estilo de Belivaldo governar e por isso deu a ele essa vitória massacrante”, afirmou e aproveitou para ironizar a derrota de Valadares Filho: “parece que a mãe dele passou mel nele. Ele ficou doce para o povo”, disse.

Ao se referir ao pedido que fez, quando disse que não seria mais candidato e que não votassem mais nele, Jackson reafirmou que não disputará mais cargos eletivos, porém deixando claro que “só saio da política quando for enterrado em Santa Rosa de Lima, mas sem participar de disputa”, afirmou o ex-governador.

O senador Antonio Carlos Valadares e Valadares Filho também foram citados na entrevista. Segundo Jackson, os Valadares sempre o usaram, bem como a Belivaldo para se elegerem. “O tempo que Belivaldo passou com Valadares ele sempre foi coadjuvante e quando ele passou a ser o ator principal, terminou com esse resultado. Até porque todo mundo sabe o quanto eu fui importante para a carreira dele”, disse o ex-governador.

O deputado federal André Moura, também derrotado para o senado, acabou sendo lembrado por Jackson que aproveitou para ironizar. “André Moura que era o bam-bam-bam da política também foi derrotado”, disse o ex-governador que aproveitou para agradecer os mais de 200 mil votos que obteve, embora não tenham sido suficientes para elegê-lo senador.

Munir Darrage