16/11/18 - 13:49:08

Inscrições para Oficina de Iniciação Teatral estão abertas e aulas serão no Centro Cultural

A primeira edição da Oficina de Iniciação Teatral, que é vinculada ao projeto de extensão do departamento de Teatro da Universidade Federal de Sergipe (UFS), será realizada no Centro Cultural de Aracaju (CCA), localizado na praça General Valadão. As aulas serão ministradas por Olívia Camboim e iniciam no dia 23/11 até 21/12, gratuitamente. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas através do site: https://docs.google.com/forms/d/1JW5TYU_lrMdFg1ccEVNkxQkYqlbfaJLzqvcfcb7vEh4/viewform?edit_requested=true .
O evento é mais uma iniciativa resultante do apoio da Fundação Cultural Cidade Aracaju (Funcaju). “O Centro Cultural de Aracaju tem um compromisso de apoiar e oportunizar todas as linguagens que fortaleçam o fazer artístico e cultural do povo aracajuano. Essa oficina de teatro dará a oportunidade para aqueles que encontram na arte sua razão de viver e existir. É mais uma parceria recíproca e profícua entre a Universidade Federal de Sergipe com a Prefeitura de Aracaju, através da Funcaju”, explica o coordenador do CCA , Mário Dias.
Intitulada ‘(Des)Estruturação imaginária do espaço: oficinas de iniciação teatral’, a iniciativa é voltada para jovens e adultos a partir de 16 anos, absorvendo aqueles que queiram adentrar ao vasto mundo da dramaturgia, que se baseia, especialmente, nos jogos de improvisação teatral do professor e diretor francês Jean-Pierre Ryngaert, autor do livro ‘Jogar, representar: práticas dramáticas e formação (2009)’.
De acordo com a professora Olívia Camboim, o principal objetivo da oficina é fazer com que os participantes conheçam os princípios da linguagem teatral. “O participante vai praticar jogos dramáticos, explorar o espaço real enquanto dispositivo cênico e apresentar publicamente cenas teatrais e/ou ato performáticos. No meu ponto de vista, o Centro Cultural de Aracaju e a Funcaju são instituições fundamentais para o desenvolvimento de Sergipe, pois contribuem imensamente para que todos tenham acesso aos bens culturais, muitas vezes restritos a uma pequena parcela da população”, avalia a ministrante do curso.
ascom Funcaju