16/11/18 - 09:30:31

SES reúne municípios no seminário “O impacto do monitoramento nas políticas públicas”

O objetivo do evento foi o de consolidar o monitoramento como ferramenta de gestão e fortalecer a proposta de criação do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) reuniu nesta quarta-feira, 14, no auditório da Universidade Tiradentes (Unit), secretários municipais de Saúde, técnicos das áreas de Planejamento, Vigilância ou Atenção à Saúde dos 75 municípios e da própria SES, para o seminário “O impacto do monitoramento nas políticas públicas”. O objetivo do evento foi o de consolidar o monitoramento como ferramenta de gestão e fortalecer a proposta de criação do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde.

O evento contou com a participação do secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira; do presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de Sergipe (Cosems), Enock Luiz Ribeiro da Silva; do gerente do Conecta SUS, Jean Pierre Pereiras, e do consultor nacional de análise de informação em saúde da Organização Panamericana de Saúde (OPAS), Ruan Cortez Escalante; além de representante da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplag) e do Tribunal de Contas.

Em seu pronunciamento, o secretário Valberto de Oliveira destacou a importância do evento para o fortalecimento do monitoramento. “Esta é uma ferramenta de gestão muito valiosa que deve ser utilizada pelos municípios na gestão das políticas de saúde. Nossa pretensão é habilitar todos os gestores municipais e suas equipes de trabalho a entenderem os indicadores, a compreenderem a importância do acompanhamento e análise desses indicadores para produzirem resultados que atendam as necessidades da população”, disse.

O diretor de Planejamento da Secretaria de Estado da Saúde, Davi Fraga, lembrou que o compromisso do governador Belivaldo Chagas, quando colocou a proposta de governo para a população sergipana, foi de melhorar a gestão dos recursos públicos e enfatizou a orientação de Valberto de Oliveira de aproximar os gestores municipais do processo de monitoramento dos indicadores de saúde. “A proposta do governo do Estado aqui é trazer a inteligência do Estado de Goiás, no sentido de que lá já é uma experiência exitosa, para criar painéis de monitoramentos dos  indicadores de saúde, identificar os gargalos da assistência e com tudo isso melhorar a saúde do sergipanos”, salientou o diretor.

O primeiro palestrante da manhã foi o consultor da OPAS, Ruan Cortez Escalante trouxe para o seminário uma experiência, através de indicadores de saúde do Brasil, que simplificou a compreensão sobre o que pode ser feito no monitoramento, como podem ser vistas as políticas e como elas podem ser aprimoradas. “O monitoramento é um processo bastante simples, que ajuda muito a gestão, especialmente quando se leva em conta que a gestão da saúde pública no Brasil precisa ser fortalecida”, disse.

Jean Pierre Perreira, gerente do Conecta Sus, o Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde do Estado de Goiás,  disse que a expectativa para o seminário era a de conseguir mostrar para os gestores  e técnicos municipais, a importância de se trabalhar com informação para tomada de decisão. “Estamos muito felizes de reproduzir a ideia do Conecta Sus, que nasceu na Secretaria de Saúde de Goiás, em outros Estados e estamos vendo o interesse e o compromisso da equipe da Secretaria de Saúde de Sergipe em fazer isso acontecer aqui. A melhoria da saúde pública passa por isso, pela organização dos dados de saúde pra gente gerar informações para que os gestores possam tomar as decisões assertivas, usando racionalmente os recursos”, explicou.

Para o presidente da Diretoria de Atenção à Saúde, João Lima Júnior, em tempos que se fala em otimizar recursos, em melhoria da capacidade de gestão, principalmente na área da saúde, onde os desafios são grandes, é importante trabalhar o diagnóstico e o monitoramento. “A SES vem há algum tempo, através da Diretoria de Planejamento e mais especificamente da Gerência de Informações e Estratégias, desenvolvendo uma área muito importante que é a de monitoramento e análise dos dados, consolidando e analisando informações que se transformam em ferramentas de grande valor para a gestão”, reforçou.

Durante o evento, o secretário Valberto de Oliveira fez a entrega ao presidente do Cosems, Enock Luiz Ribeiro da Silva, a entrega da Carta de Situação, documento construído pela Diretoria de Planejamento, onde está contida a situação em saúde de cada um dos 75 municípios sergipanos. Todos os representantes municipais receberam um exemplar do documento.

Fonte e foto assessoria