20/11/18 - 09:34:48

Tecnologia: lousa digital contribui para a formação de alunos da rede municipal

Já pensou na possibilidade do seu filho aprender um conteúdo de diversas maneiras na escola? Essa é uma realidade vivida pelos alunos das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emef) da Prefeitura de Aracaju, através do projeto Lousa Digital. Com essa nova ferramenta, os professores encontram um forte aliado na aplicação da metodologia de ensino em sala de aula. A nova tecnologia é mais um instrumento na construção de uma Aracaju mais humana, inteligente e criativa.

Atualmente, existem 233 lousas digitais distribuídas pelas escolas da rede municipal. Antes de serem utilizadas, os professores recebem um curso de capacitação com carga horária de quatro ou oito horas. “Através da ‘Oficina da Lousa Digital’, os professores são formados para aprender a manusear o aparelho, além de saber quais métodos podem ser aplicados nos assuntos trabalhados em sala de aula com o equipamento. Dessa forma, o professor é capacitado e pode ensinar o mesmo conteúdo de várias maneiras”, explicou a professora formadora do Centro de Aperfeiçoamento e Formação Continuada da Educação (Ceafe), Adriana Meneses.

Usado de duas formas, a lousa digital é um aparelho projetor de imagens que pode ser móvel ou fixado na parede. Ela pode ser usada de duas maneiras: como um simples projetor de imagens ou de forma interativa, com o auxílio de um computador. Através de um programa instalado no próprio computador, o professor pode escrever no quadro branco por meio da caneta digital e também utilizar os recursos audiovisuais.

A mestre em Educação e professora de Espanhol, Advanusia Oliveira, leciona na Emef Oviêdo Teixeira, localizada no bairro Olaria. Em sua conclusão de mestrado, o tema escolhido por ela para ser estudado foi “O processo de alfabetização com crianças do ensino fundamental mediado pela lousa digital interativa”. Para ela, a tecnologia é uma aliada no processo de aprendizagem do aluno. “Com a lousa digital interativa alfabetizamos os nossos alunos através do uso da tecnologia. Trabalho em outras três redes de ensino e não tenho esse recurso. A lousa digital é fácil de utilizar, você pode escrever, pintar, desenhar, gravar, escutar música, é bem interativo. Nós temos muitos investimentos na educação com a tecnologia porque, além da lousa digital, temos outras ferramentas como tablets e netbooks”, falou. Na Emef Oviêdo Teixeira existem 22 lousas digitais.

O giz e o piloto também não são mais os únicos instrumentos da professora de artes Maria Augusta Silva, da Emef deputado Jaime Araújo, localizada no bairro Soledade. Ela reconhece a importância das seis lousas digitais que existem na escola. “Nós fazemos a ponte entre o ensino tradicional e as mídias digitais. Temos mais um recurso para trabalhar com os alunos e a lousa faz essa interação. Trabalhamos músicas como a Asa Branca, de Luiz Gonzaga, e eles também trazem o seu repertório. Com isso, as pinturas e as artes criadas por eles, são melhores reproduzidas, facilitando a absorção do conhecimento”, contou.

Satisfação

O aluno do sexto ano da Emef Jaime Araújo, Jobson Winius Santos, aprovou a lousa digital. “Gostei muito da nova lousa, assisto vídeos, vejo imagens e aprendo mais rápido. Com a explicação da professora e do uso da lousa digital, eu consigo aprender melhor”, disse. Já para a aluna Ana Raquel Santos, a lousa ajuda no seu processo de aprendizagem. “Gosto bastante dela porque as aulas são diferentes, e além de usar livros, cadernos, eu tenho a lousa digital para auxiliar no meu aprendizado”, disse, satisfeita.

Por Tirzah Braga

Foto: Sergio Silva e Marcelle Cristinne