22/11/18 - 09:07:37

Delegação sergipana mantém a tradição e participa das paralimpíadas escolares 2018

A cerimônia de abertura da 12ª edição das Paralimpíadas Escolares aconteceu na noite desta terça-feira, 20. A solenidade ocorreu no Pavilhão Oeste de Exposições do Anhembi, em São Paulo

Novecentos e oitenta e nove atletas de 23 estados e do Distrito Federal participarão do maior evento esportivo do mundo para pessoas com deficiência em idade escolar, a 12ª edição das Paralimpíadas Escolares, a qual será realizada no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, até a próxima sexta-feira, 23 de novembro. A cerimônia de abertura aconteceu na noite desta terça-feira, 20, no Pavilhão Oeste de Exposições do Anhembi, na capital paulistana.

“Esse é um dos principais eventos do CPB, um dos mais importantes. Nós assumimos metas em nosso planejamento estratégico, e uma delas é que nos próximos Jogos, Tóquio 2020 e Paris 2024, o número de jovens atletas medalhistas aumente. Para tanto, as Paralimpíadas Escolares nos ajudarão a alcançar esse objetivo”, disse Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

O paratleta Bruno Marcos, aluno da Escola Estadual Rodrigues Dórea, situada na capital sergipana, representou Sergipe durante o desfile de apresentação das delegações.

Com apoio do Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação, que não mediu esforços e custeou todas as passagens aéreas, a Delegação Sergipana embarcou no Aeroporto Santa Maria, em Aracaju, nessa segunda-feira, 19, com destino a São Paulo, para competir nas Paralímpiadas Escolares 2018.

Sob a coordenação do Departamento de Educação Física da Seed, a Delegação Sergipana é composta de 32 paratletas – que disputarão nas modalidades paratletismo, vôlei sentado, paranatação e judô – oito professores, um atleta-guia, cinco técnicos, um médico e um repórter fotográfico.

“Oportunizar a participação desses alunos da rede pública nesta grande competição nacional é uma forma de contribuir para a inclusão social e também de proporcionar-lhes independência quanto à superação de suas deficiências”, afirmou a diretora do Departamento de Educação Física (DEF/Seed), Auxiliadora Pires.

Nesta quarta-feira, 21, a partir das 8h (horário de Brasília), começam as disputas dos paratletas sergipanos do atletismo, vôlei sentado, judô e natação, no CT Paralímpico. Os quatro esportes se juntam ao basquete em cadeira de rodas, bocha, futebol de 5, futebol de 7, goalball, tênis em cadeira de rodas e tênis de mesa na composição das 11 modalidades ofertadas nas Paralimpíadas Escolares 2018.

Paralimpíadas Escolares

A 12ª edição das Paralimpíadas Escolares serão realizadas em São Paulo, e terão 989 atletas de 23 Estados e do Distrito Federal em competição. Os únicos estados que não terão representantes nesta edição serão Rio de Janeiro, Piauí e Roraima.

Semelhantemente ao que ocorreu em 2017, serão ofertadas 11 modalidades: atletismo, bocha, basquete em cadeira de rodas (formato 3×3), futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado. A faixa etária contemplada para as disputas é de 12 a 17 anos.

As Paralimpíadas Escolares 2018, o maior evento esportivo do mundo para pessoas com deficiência em idade escolar, servirão como seletiva para o Camping Escolar Paralímpico 2019, projeto que promove semanas de treinamento intensivo para os jovens atletas.

Foto Eugenio Barreto