22/11/18 - 07:40:10

Secretaria de Saúde reúne municípios para falar sobre saúde integral do homem

O objetivo foi falar sobre a saúde do homem com uma abordagem na integralidade e não apenas no câncer de próstata.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou nesta quarta-feira, 21, o II Seminário Estadual sobre a Saúde do Homem, evento que aconteceu no auditório da Faculdade Estácio de Sergipe, reunindo profissionais da Atenção Básica, de Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), além de instituições civis e militares convidadas. O objetivo foi falar sobre a saúde do homem com uma abordagem na integralidade e não apenas no câncer de próstata.

De acordo com o coordenadora do Programa Saúde do Homem da Secretaria de Estado da Saúde, Demétrio Reis, a saúde integral do homem diz respeito a tudo que envolve a pessoa hoje. “A política aborda e trabalha todas as especificidades do ser masculino, dentro das questões sócio-culturais e o nosso desafio é o de romper as concepções que são reproduzidas erradamente, reafirmando a ideia de que o homem deve ser forte, resistente ao sofrimento, a preocupações e dores”, disse o coordenador.

Segundo ele, é essa cultura que leva o homem a cuidar da saúde somente no nível secundário, das especialidades, negligenciando a prevenção das doenças porque dificilmente vai a uma unidade de saúde para uma consulta de rotina. E é esse comportamento que a SES quer mudar ao colocar o assunto em pauta. “Pretendemos sensibilizar para a temática da saúde integral do homem, tirando o foco do aparelho reprodutor masculino”, atestou.

Com o seminário voltado para os trabalhadores, a SES quer também trocar ideias de como esse cuidado ao homem está acontecendo no território, nas unidades básicas, haja vista que os profissionais são as pessoas habilitadas para falar sobre a saúde do homem. Adiantou Reis, que a secretaria planeja ofertar aos trabalhadores educação permanente sobre a temática, bem como realizar um fórum sobre a qualidade de vida do homem sergipano.

O seminário discutiu três temas: Saúde integral do homem, apresentado pela representante do Ministério da Saúde, Kátia Couto; Violência e acidentes, com o delegado de polícia Mário Leone; e doenças cardiovasculares, defendido pela médica Sheila Ferro.

Para a secretária municipal de Saúde de Siriri e no seminário representante do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) de Sergipe, Daiana Santos de Oliveira, o evento é importante porque amplia o olhar dos profissionais de saúde sobre a temática. “É muito importante que os profissionais sejam capacitados para levarem o conhecimento ao nosso município. O Estado vem sempre nos orientando a introduzirmos essa nova política de saúde do homem e dessa forma a gente vem implementando algumas ações voltadas para esse público. A gente observa que a procura ainda é pequena, mas está crescendo”, afirmou.

Delegado de polícia e lotado no Departamento de Combate a Homicídios e Proteção à Pessoa, Mário Leone levou ao seminário a discussão de como a violência impacta na saúde do homem. “Debatemos sobre a masculinidade tóxica, que não oprimi apenas os grupos vulneráveis, mas os próprios homens sofrem muito por causa dessa cultura e isso repercute em atos de violência, infinitamente maiores nos homens do que nas mulheres. Então, a gente tem índices alarmantes de assassinatos, de acidentes do trabalho e de sinistros no trânsito fatais”, disse ele, salientando que masculinidade tóxica é uma referência a comportamentos desnecessários e destrutivos para o homem e para aqueles que o cercam.

Fonte e foto assessoria