23/11/18 - 06:58:04

Representante do Banco Mundial confirma bom andamento do Programa Águas de Sergipe

O secretário de Estado da Casa Civil, José Carlos Felizola, recebeu na tarde desta quinta-feira, 22, a visita da gerente do Banco Mundial para o Programa Águas de Sergipe, Paula Freitas. Ela se encontra em missão no estado, acompanhando o andamento do projeto, e aproveitou para fazer uma visita de cortesia ao governo sergipano.

O encontro ocorreu no Palácio de Despachos e foi acompanhado do secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Olivier Chagas, e do coordenador do programa no Estado, Everton Teixeira.

O secretário José Carlos Felizola afirmou que o governo fica feliz com os resultados apresentados pela gerente do Banco Mundial com relação ao projeto no estado. “O relatório mostra que o governo está cumprindo com suas obrigações nas execuções das obras. Fiquei feliz, também, com os resultados sobre a minha gestão na Cohidro, quando conseguimos deslanchar alguns processos relacionados ao projeto Águas de Sergipe que estavam atrasados”, ressaltou.

O Banco Mundial é parceiro do governo de Sergipe no projeto que tem como meta melhorar a qualidade da água do Rio Sergipe. O Águas de Sergipe é um investimento de 117 milhões de dólares, sendo que 70 milhões de dólares são a contrapartida do Banco Mundial. A cada seis meses uma equipe do BM vem em missão para acompanhar o andamento do projeto.

Paula Freitas está desde o início da semana em Sergipe e, nesta sexta-feira, 23, ela encerra o sua missão no estado. Durante toda a semana ela visitou junto com os técnicos da Semarh e do Deso as ações que estão ocorrendo em Itabaiana, Nossa Senhora das Dores e nos perímetros irrigados da Cohidro. Ela também promoveu reuniões para saber das ações finais do programa.

A previsão é que o Águas de Sergipe seja concluído em 30 de abril de 2019, porém o governo solicitou uma prorrogação de mais um ano, o que está sendo analisado pelo Banco Mundial. Conforme o coordenador estadual Everton Teixeira, o projeto já se encontra com 60% em andamento. Com a prorrogação, o governo concluirá 100% das ações.

O programa é destinado à Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe, especificamente para a melhoria da qualidade da água do estuário, através de investimentos em despoluição e práticas de gestão em recursos hídricos.

De acordo com o secretário Olivier Chagas, o governo está implementando sistemas de esgotamentos sanitários em Itabaiana e Dores; recuperação das nascentes; das Áreas de Preservação Permanente que ficam em torno das barragens; revitalização dos perímetros irrigados; ações de gestão de recursos hídricos como emissão de outorga; segurança de barragens; e reestruturação dos órgãos que fazem parte do projeto. O Banco Mundial também dá apoio institucional a esses órgãos.

Fonte e foto assessoria