24/11/18 - 08:34:00

MNSL é porta aberta por 24h para vítimas de violência sexual

Dia 25 de novembro é considerado o Dia Internacional de combate à violência contra a mulher e a violência sexual é um tipo de violência que tem feito parte da vida de muitas delas. A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), é referência no atendimento as gestantes de alto risco, também presta assistência especializada á pessoa em situação de violência sexual. A  unidade contabilizou de janeiro a outubro de 2018, 211 casos de violência sexual, destes 162 a menores de idade e  49  ocorrências  a maior de idade. Os dados são fornecidos pela estatística do Serviço de Atendimento as Pessoas em Situação de Violência Sexual.

“A maior incidência dos casos de abuso sexual de janeiro a outubro de 2018, ocorreu entre jovens menores de 18 anos, em sua maioria do sexo feminino, totalizando 162 casos.  Já em maiores de 18 anos, foram registradas apenas 49 ocorrências”, disse a enfermeira da MNSL, Lourivania Prado coordenadora da Admissão da MNSL

Socorro urgente

Lourivania explica que o ideal é que a vitima procure a maternidade imediatamente porque a profilaxia contra gravidez indesejada e contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) pode ser prescrita em tempo hábil. “No caso da administração do antirretroviral, coquetel contra o vírus HIV, causador da Aids, pode ser feita em até 72 horas”, afirma Lourivânia.

Lourivania explicou que algumas pacientes chegam a unidade com um boletim de ocorrência. “Quando a paciente chega aqui, ela é acolhida pela equipe do pronto socorro, que é o serviço que atende 24h”, disse a enfermeira. Ela explicou ainda, que, na unidade, o enfermeiro acolhe a vítima e direciona de imediato para o atendimento médico. “Se o caso for agudo precisará de medicamentos e testes de doenças transmissíveis. Nos casos de emergência são aplicados todo o procedimento do protocolo e direcionamos para o ambulatório que atende por cerca de um ano, com acompanhamento médico”, ressaltou.

VÍTIMAS FRÁGEIS

Ela enfatizou que a maior clientela são mulheres, 90%, com faixa etária entre 10 e 12 anos de idade. A maioria dos agressores são conhecidos, do âmbito familiar, como pai, padrasto, tio e primo. As vítimas do sexo masculino que mais dão entrada aqui, possuem faixa etária entre os 7 e 10 anos. É bastante importante o acompanhamento da psicóloga, pois a vítima tem o trauma físico e psicológica. Ela passa a ter comportamentos diferentes dentre outras situações

Lourivânia disse que o atendimento as vítimas de violência sexual é porta aberta, a qualquer dia e horário por 24 horas. A MNSL conta com uma equipe que oferece suporte as vítimas. “O acompanhamento médico é realizado cerca de seis meses e o psicológico é feito, até quando, a pessoa precisar. Adolescentes e adultos são atendidos na unidade, e crianças no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM).

“Independentemente da companhia da criança, acionamos o Conselho Tutelar através de um  sistema que recebe a notificação, e assim a segurança dela é garantida Após o ato de violência é essencial que a vítima procure atendimento nas 72h, adverte Lourivânia. O telefone de contato para o Serviço de Atendimento a vitimas de Violência Sexual da MNSL é (79) 3225.8679”, concluiu Lourivania.

Denuncie

180 – Central de Atendimento a Mulher

181 – Disque Denúncia Polícia Civil

190 – CIOSP Polícia Militar de Sergipe

Onde procurar ajuda

Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) – (79) 3225-8679

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher de Aracaju (79) 3205-9400

Delegacia Especial de Grupos Vulneráveis de Lagarto (79) 3631-3150

Delegacia Especial de Grupos Vulneráveis de Itabaiana (79) 3431-8513

Delegacia Especial de Grupos Vulneráveis de Nossa Senhora de Socorro (79) 3256-4001

Delegacia Especial de Grupos Vulneráveis de Estância (79) 3522-0277

NUDEM Defensoria Pública do Estado de Sergipe (79) 3205-3726

Fonte e foto assessoria