29/11/18 - 16:26:50

TRABALHADORES DE 3 MUNICÍPIOS RECEBEM BENEFÍCIO DO PROGRAMA MÃO AMIGA

O governador Belivaldo Chagas esteve presente para a entrega dos cartões e senhas aos 375 beneficiários no município. A primeira parcela do Mão Amiga Laranja em Riachão totaliza um investimento de R$ 71.250

Nesta quinta-feira (29), foi a vez dos trabalhadores rurais dos municípios de Riachão do Dantas, Boquim e Arauá receberem os benefícios do Programa Mão Amiga Laranja, que totalizam 1.125 beneficiários.

O governador Belivaldo Chagas esteve presente para a entrega dos cartões e senhas aos 375 beneficiários do município de Riachão do Dantas, no Sul sergipano. A primeira parcela do  Mão Amiga Laranja em Riachão totaliza um investimento de R$ 71.250,00.

Desde a última segunda-feira (26), o governo do Estado iniciou o ciclo de entregas de cartões e novas senhas aos beneficiários do Programa em 14 municípios da cultura de citros. No total, o Programa Mão Amiga Laranja contemplará 4.380 citricultores (3.678 antigos e 702 novos) de Pedrinhas, Riachão do Dantas, Lagarto, Salgado, Itaporanga D’Ajuda, Indiaroba, Santa Luzia do Itanhy, Estância, Boquim, Arauá, Itabaianinha, Tomar do Geru, Cristinápolis e Umbaúba.

O governador Belivaldo Chagas falou sobre a importância do programa, que beneficia os produtores rurais há quase dez anos, atuando no período das entressafras da laranja e da cana-de-açúcar e afirmou que trabalhará pela ampliação do Mão Amiga no próximo ano.

“Estamos trabalhando na possibilidade de ampliar esse programa para os trabalhadores da bacia leiteira. Esse programa nasceu em 20019, quando Marcelo Déda era governador e eu, vice. Estou como governador dando continuidade e vamos trabalhar para, próximo ano, aumentar o valor da parcela para ajudar os trabalhadores. Quem critica o programa não sabe o valor de R$190 para quem precisa. Enquanto for governador, o Mão Amiga não vai acabar, vai crescer”, afirmou.

Importância

De 2009 até 2018, foram investidos em Riachão R$ 1.601.700,00 para 2.391 trabalhadores (incluindo esta primeira parcela). O prefeito em exercício do município, Pedro Oliveira, também ressaltou o Mão Amiga e agradeceu o empenho do governo neste programa.

“Esse projeto vem beneficiar os catadores de laranja, que passam por dificuldades nessa época. Com esse programa, o governador vem ajudar a diminuir as dificuldades presentes no dia a dia. Quero agradecer a parceria da secretaria de estado da Inclusão Social, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais no cadastro destas famílias. Quero agradecer também ao governador pela ampliação do programa em 57 famílias”, complementou Pedro.

Em Riachão, são beneficiados os citricultores do povoado Campestre, Volta, Vivaldo, Cipozinho e Lage Grande. Na opinião do representante dos Trabalhadores Rurais, Eduardo Conceição Melo, o programa ajuda na hora em que o trabalhador mais precisa. “Quero parabenizar o governo do Estado e dizer que esse programa é um sucesso! O sindicato que representa todos os trabalhadores está lutando por eles. Pedimos ao governador que olhe sempre pela citricultura do nosso estado”, salientou.

Já a trabalhadora rural Kelicia de Jesus Santos agradece o benefício, que ajuda a pagar conta de água e de energia quando falta a renda, devido o desemprego no período de entressafra da laranja. “Sou casada e tenho três filhos, então é muito importante essa ajuda. O benefício ajuda em muita coisa. na compra de um bujão, comida, muita coisa”, disse.

Também nesta quinta-feira (29), receberam os cartões e senhas do Programa Mão Amiga, os trabalhadores rurais dos municípios de Arauá e Boquim. Em Arauá, foram 260 beneficiários, uma ampliação de novos 37 trabalhadores. Já em Boquim, foram Boquim 490 beneficiários, com um acréscimo de novos 65 trabalhadores em relação a edição anterior.

Sobre o Mão Amiga

Criado em 2009, por meio da Lei 6.697/2009, pelo governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Inclusão Social (Seidh), o Mão Amiga proporciona renda extra aos trabalhadores rurais durante a entressafra.  A ação se desenvolve em parceria com a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), Sindicato dos Trabalhadores Rurais e secretarias municipais de Assistência Social.

O Programa Mão Amiga Laranja contempla as famílias inscritas no Cadastro Único do governo federal para benefícios em programas sociais. À altura do pagamento do 3º benefício, o Programa prevê a participação de beneficiários em um seminário de capacitação. No evento, os agricultores recebem orientações sobre o Mão Amiga, informações sobre outros benefícios públicos e sobre o desenvolvimento do cultivo da laranja. A presença do trabalhador é fundamental, pois sua participação é pré-requisito para a manutenção do benefício no programa. O beneficiário que não puder comparecer ao evento deve enviar um membro da família munido de documentos que comprovem o vínculo parental.

Edição 2018/2019

A estimativa de investimento para a edição 2018/2019 é de R$ 3.328.800,00 do governo de Sergipe através da Seidh, por meio do Fundo Estadual de Combate à Pobreza. O benefício corresponde ao valor de R$ 760, pagos em quatro parcelas de R$ 190 durante os meses da entressafra dos cultivos da laranja.

Na cultura da Laranja, desde quando iniciou o programa em 2009 até agora, já foram investidos R$ 30.721.760,00 (incluindo a primeira parcela que será paga em 2018). A entressafra abrange novembro, dezembro, janeiro e fevereiro, período que compromete os trabalhos dos catadores e a colheita fica suspensa.

Presenças

Estiveram presentes na entrega dos cartões do Mão Amiga, o prefeito de Tobias Barreto, Diógenes Almeida; a deputada eleita Diná Almeida, vereadores de Riachão, Albertino Franco e Tarcísio Almeida; vereador de Pedrinhas,  Neu Cardoso; secretária de Inclusão Social, Mitzy Silva Matos; secretário de Comunicação, Sales Neto;de Agricultura, Rose Muniz; e o ex-deputado Jorge Araújo.

Foto: André Moreira

ASN