03/12/18 - 16:20:08

3º módulo de Formação em Itabaiana encerra ciclo de estudos da CUT/SE em 2018

No dia 15 de dezembro, na Conferência Estadual de Formação da CUT que será em Aracaju, o secretário de Formação Roberto Silva vai ouvir os dirigentes para elaboração coletiva da proposta de formação para 2019

por: Iracema Corso

A concretização do 3º módulo do Curso de Formação Sindical ORSB na sexta-feira, dia 7 de dezembro, em Itabaiana, vai encerrar o ciclo de estudos promovido ao longo de 2018 pela Secretaria de Formação da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE).

Os temas que serão abordados são: Negociação Coletiva como Instrumento para Democratização das Relações e Valorização dos Trabalhadores; Organização e Representação Sindical de Base e Solidariedade como Instrumento de Luta da Classe Trabalhadora.

O último curso de formação de 2018 será ministrado em Itabaiana, atendendo a dirigentes sindicais dos municípios de Propriá, Neópolis, Nossa Senhora de Lourdes, Canhoba, Malhada dos Bois, Aquidabã, Muribeca, Japoatã, Pacatuba, Ilha das Flores, Brejo Grande, São Francisco, Cedro, Telha e Amparo do São Francisco.

Além de Itabaiana, os mesmos módulos de formação foram aplicados nos municípios de Neópolis, Lagarto, Aracaju e Nossa Senhora da Glória, facilitando a participação de dirigentes sindicais de todo o estado de Sergipe.

Secretário de Formação da CUT/SE e vice-presidente do SINTESE, Roberto Silva avaliou que a regionalização dos cursos de formação foi um sucesso. No dia 15 de dezembro, na Conferência Estadual de Formação da CUT que será em Aracaju, o professor pretende ouvir a opinião de todos os participantes para a elaboração da proposta de formação de 2019.

“É a primeira vez que a CUT faz uma formação regionalizada. Este foi um desafio trazido pelos dirigentes que apontaram a necessidade de interiorizar a atuação da CUT. Com boa participação dos trabalhadores rurais e municipais, percebemos um grande número de dirigentes que por diversos motivos não podiam vir a Aracaju para participar das formações que antes eram sempre aqui. Foi muito positivo tudo o que acumulamos neste ano, em termos de debate e mobilização. O momento exige cada vez mais formação para orientar os sindicatos a seguir os princípios da CUT e preparar cada dirigente para os desafios que teremos pela frente”, observou.