05/12/18 - 09:37:28

Belivaldo manterá nas secretarias João Eloy, Katarina Feitoza e Sales Neto

O governador reeleito Belivaldo Chagas (PSD) anunciou nesta terça-feira (04) a reforma administrativa que irá fazer a partir de 2019, quando assumir o novo mandato. Belivaldo informou que irá reduzir em cerca de 900 o número de cargos em comissão no governo e que reduzirá de 19 para 14 as secretarias estaduais.

Na manhã desta quarta-feira (05) Belivaldo voltou a comentar sobre a reforma administrativa e confirmou mais dois nomes que continuarão no primeiro escalão de seu governo que são, o delegado João Eloy, na SSP e o jornalista Sales Neto, na Secom do estado, além de Katarina Feitoza, como Delegada-Geral da PC. “O secretário da Segurança Pública, João Eloy, e a delegada-geral, Katarina Feitoza, são profissionais competentes e por mim eles permanecem em suas funções após a Reforma Administrativa”, disse Belivaldo em entrevista ao jornal da Fan.

Belivaldo confirmou ainda a informação passada pelo FAXAJU na noite de ontem, de que o professor Josué Modesto permanece na educação. “Não tenho pressa para nomear novo secretariado mas adianto que é meu desejo que o secretário da Educação, Josué Modesto, e o secretário da Comunicação Social, Sales Neto, permaneçam na direção de suas pastas”.

O governador evitou falar sobre outros nomes, inclusive não confirmou a permanência de Dr. Valberto na saúde e nem de Valmor Barbosa, na Seinfra. Belivaldo disse que “o Dr. Valberto vem fazendo uma excelente gestão mas nós precisamos fazer ainda algumas mudanças na saúde e eu confesso que ainda não conversei com ele. O mesmo acontece com Valmor com quem eu ainda não sentei para conversar”, disse.

Durante as entrevistas que concedeu na terça e hoje, Belivaldo demonstrou muito descontentamento com a atuação da Deso no estado. O governador foi duro ao afirmar que “é preciso melhorar. Não é possível continuar como está. No final de semana, um morador de Simão Dias me informou que havia diversos vazamentos de água e ai eu liguei para lá e resolveram. Não é possível a Deso comprar água para jogar fora”, disse o governador.

Ao final da entrevista, Belivaldo Chagas disse que em janeiro já iniciará as demissões dos servidores em cargos comissionados no estado e que “após a exoneração geral de todos os cargos de comissão eu vou passar o pente fino e só ficarão aqueles essenciais. Estima-se que 900 cargos sejam eliminados, pra gerar uma economia de 10 milhões de reais”, disse o governador concluiu dizendo que “as outras mudanças serão anunciadas depois do Natal. Não estou com pressa. O apressado como cru. Eu estou atento a tudo e analisando várias questões com cautela”, avisou.

Munir Darrage