12/12/18 - 11:02:06

FESTIVAL VAI MOSTRAR A DIVERSIDADE DA CULINÁRIA SERGIPANA

Mostra trará pratos elaborados por comunidades tradicionais em parceria com chefs

Apresentar o potencial e as peculiaridades da culinária sergipana, estreitando a ligação entre os produtores rurais, os chefs de cozinha e os consumidores, além de promover uma verdadeira experiência gastronômica a todos os visitantes. É com esses objetivos que o Sebrae realiza nos dias 13 e 14 de dezembro, no Oceanário de Aracaju, a I Mostra Sabores e Saberes.

O evento, que acontecerá das 16 ás 22h, pretende reunir pesquisadores, estudantes, profissionais e empreendedores do ramo da gastronomia e o público em geral para trocar informações, compartilhar conhecimentos sobre o setor e descobrir como produtos que são consumidos cotidianamente podem incrementar a alta gastronomia.

No espaço os visitantes terão a oportunidade de conhecer e consumir pratos elaborados por oito comunidades tradicionais – Quilombos Mussuca, Mocambo, Maloca, comunidade indígena Xokó, Catadoras de Mangaba da Ribuleirinhas, Marisqueiras de Porto do Mato, Terreiro Filhos de Obá e Doceiras da Cabrita –, que receberão um toque especial de alguns dos mais renomados chefs do estado (Luciano Moreira, Roberta Nascimento, Seichele Barboza, Gui Fontes, Suellen Lima, Fernando Fraga, Danila Duarte, François Ozanne e Tâmara Alcantara).

Entre as iguarias que serão apresentadas estão a moqueca de tambaqui dos Xocós, o caruru dos Filhos de Obá, o croquete de abóbora do Povoado Maloca, o feijão com osso do Mocambo, a Baba de Moça do Povoado Cabrita e a mariscada do Quilombo Mussuca.

“ Cada chef assumiu um desses grupos, como uma espécie de padrinho, com a proposta de aprender e também repassar um pouco dos seus conhecimentos. A partir das conversas que eles tiveram, foram elaborados alguns pratos, que representam um pouco da identidade de seus povos e valorizam os produtos potenciais da comunidade que são pouco aproveitados ou reconhecidos”, explica o analista técnico do Sebrae, Abelardo Monteiro.

Aulas e rodas de conversa

Além da comercialização, o Festival contará com um espaço para rodas de conversas com as comunidades, apresentações culturais, um corredor de artesanato e aulas shows com chefs convidados (Junior Ayoub, Danilla Dahoui, Renato Valadares, Lui Veronese e Maurício Malta – cachacier), momento em que eles se revezarão para apresentar à plateia experiências que utilizam a criatividade no uso de produtos da culinária popular e receitas elaboradas com o toque da alta gastronomia.

O evento que será realizado no Oceanário tem inspiração no Festival ‘Ilhas e Saberes’, desenvolvido desde 2015 em Belém (PA), quando a capital paraense recebeu da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em 2015, o título de Cidade Criativa da Gastronomia. Desde então, o município vem se destacando como uma referência gastronômica no Brasil.

A proposta foi apresentada ao Sebrae pelo chef Junior Ayoub, que desenvolveu uma experiência semelhante em São Luiz São Luiz (MA), conhecida como Da Semente ao Sorriso”, a partir da construção de sabores em comunidades tradicionais.  A proposta está em linha com o movimento slow food, que defende e valoriza a biodiversidade, o alimento bom, limpo e socialmente justo, as produções artesanais, e a origem dos produtos e produtores.

Mais informações podem ser obtidas na Unidade de Relações Institucionais do Sebrae e por meio do telefone 2106-7768.

Por Wellington Amarante

Foto assessoria