13/12/18 - 07:15:21

IAPF e UFS realizam palestra sobre análises, atribuições e trabalho do Instituto

As palestras também abordaram os efeitos do álcool e das drogas no organismo humano

O Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), da Universidade Federal de Sergipe (UFS), e o Instituto de Análise e Pesquisas Forenses (IAPF) realizaram uma palestra e debate com 80 alunos dos cursos de Medicina e Enfermagem sobre os efeitos toxicológicos do álcool e de drogas no corpo humano. O encontro ocorreu durante a manhã da última terça-feira, 11, no auditório da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da instituição de ensino.

Na palestra, foram explicadas as atribuições desempenhadas pelos peritos do IAPF, como análises de combustíveis, possibilitando a verificação de adulterações que possam ter sido feitas; de explosivos; e também de drogas, permitindo identificar a composição das substâncias e os prováveis efeitos no organismo. As palestras foram conduzidas pelo perito criminal Nailson Correia e pelo capitão Silveira, da Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran) da Polícia Militar.

O perito criminal apresentou detalhes do trabalho que realizou na pós-graduação, relacionando a análise toxicológica de alcoolemia e a relação com acidentes de trânsito em Sergipe. Nailson também ressaltou a importância do encontro com os estudantes para o entendimento das atividades realizadas pelo IAPF, uma das unidades que compõem a Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp).

“Foi interessante a participação nessa palestra, onde eu pude mostrar os institutos que compõem a Cogerp para os estudantes dos cursos de Medicina e Enfermagem, explicar a atividade dos peritos, bem como apresentar o IAPF. Essa troca de informação entre a comunidade universitária e os profissionais da segurança pública foi muito importante”, enfatizou.

Dentre as explicações sobre as atividades desempenhadas no IAPF, a análise de entorpecentes, citando substâncias e impactos no organismo foi um dos principais pontos do debate. “Foram apresentados os tipos de drogas mais comuns apreendidos em nosso estado, citamos que está havendo um aumento no número de apreensões e informamos sobre as drogas sintéticas, que vêm aparecendo em nosso estado. Falamos dos efeitos químicos e os alunos também deram sua contribuição. Foi muito interessante essa troca de informações”, concluiu.

Ascom SSP