13/12/18 - 07:48:04

MS habilita o Huse como Unidade de Assistência de Alta Complexidade de Terapia Nutricional

Portaria nº 3894 que habilita o Hospital de Urgência foi publicado no dia 7 de dezembro e estabelece o repasse de recursos financeiros no valor de 1,6 milhão de reais, para custeio dos serviços.

Um dos investimentos anunciados pelo ministro da Saúde, Gilberto Magalhães Occhi, em visita ao estado de Sergipe na semana passada, já está valendo. Foi publicada, no último dia 07 de dezembro, pelo Ministério da Saúde (MS), a portaria nº 3894, que habilita o Hospital de Urgência (Huse), administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), como Unidade de Assistência de Alta Complexidade de Terapia Nutricional Enteral e Parenteral e estabelece o repasse de recursos financeiros no valor de R$ 1,6 milhão para custeio dos serviços.

Até este momento, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) arcava com todos os custos e não tinha nenhum repasse, por parte do Ministério da Saúde, na oferta de tratamento nutricional enteral (via oral ou por meio de sonda posicionada no intestino ou no estômago) e parenteral (administrada de forma intravenosa, diretamente infundida na veia), dispensado por aquela unidade de assistência, aos pacientes internados. O repasse será anual dividido em parcelas mensais.

De acordo com estudo realizado em 1998 pela Ibranutri – Inquérito Brasileiro de Avaliação Nutricional Hospitalar – cerca 50% dos pacientes hospitalizados apresentavam algum grau de desnutrição, o que representa uma preocupação muito grande do ponto de vista do aumento da morbi-mortalidade, uma vez que o paciente desnutrido tem seu processo de recuperação muito mais lento e um risco de morte muito mais elevado, além do tempo de internação ser maior. Uma terapia nutricional adequada ajuda, ainda, na redução dos custos hospitalares já que o impacto financeiro com a hospitalização para tratar pacientes desnutridos é quatro vezes maior.

“Atuar no sentido de melhorar o estado nutricional do paciente através de uma intervenção nutricional qualificada é muito importante. O Huse detém hoje uma equipe multidisciplinar de terapia nutricional formada por profissionais competentes, nutricionistas, clínicos, farmacêuticos, enfermeiros, que atuam diariamente na intervenção nutricional junto aos pacientes hospitalizados, avaliando risco nutricional e intervindo, seja com a terapia nutricional enteral, seja com a nutrição parenteral”, diz o referência técnica da área de Alimentação e Nutrição da SES, Ronaldo Cruz, essa é uma grande conquista.

Agora, o hospital habilitado com a publicação da portaria nº 3894, passará a receber os recursos financeiros para o bloco de custeio das ações em relação à oferta desse serviço. “É importante que o hospital registre todas essas ações, o que já é feito, a partir do momento que ele tem uma equipe multidisciplinar de terapia nutricional constituída. o Huse está sendo habilitado pelo Ministério da Saúde (MS) como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Terapia Nutricional e ele pode pleitear também, uma vez se adequando às exigências, a ser habilitado como Centro de Referência junto ao Ministério da Saúde (MS) e ao Ministério da Educação (MEC), como hospital-ensino que é uma atividade que o hospital já faz há muitos anos”, ressalta Ronaldo.

SES