19/12/18 - 07:55:52

Cargo de consolação

Réu em três ações por crimes de responsabilidade e improbidade administrativa, o deputado federal André Moura (PSC) foi indicado para o de diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O cargo de consolação foi dado pelo ainda presidente Michel Temer (MDB), de quem André é líder no Congresso. Resta saber se Moura será mantido na Anvisa por Jair Bolsonaro (PSL), presidente eleito prometendo varrer do governo políticos às voltas com a Justiça. É certo dizer que os diretores da Agência têm imunidade relativa, mas podem ser exonerados nos primeiros quatro meses de mandato. Portanto, se o ainda deputado sergipano for mantido no posto pelo futuro presidente, fica provado que essa história de querer passar o Brasil a limpo propagada por Bolsonaro não passa de conversa mole para enganar os trouxas.

Pau de galinheiro

Veja o que publica o jornal O Globo: “O líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), foi condenado mais uma vez. Em sentença proferida na segunda-feira, a Justiça em Sergipe condenou o parlamentar por abuso de poder político. Com punição de inelegibilidade por oito anos. A decisão atinge também a prefeita de Japaratuba, Lara Moura (PSC), mulher do deputado”. Crendeuspai!

Corda bamba

E o deputado estadual Luciano Bispo (MDB) teve rejeitados os embargos pedindo a manutenção do registro da candidatura dele. O emedebista vai recorrer contra a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, porém não será fácil preservar o mandato obtido nas últimas eleições. Mesmo já tendo recebido o diploma da Justiça Eleitoral, Luciano pode ser impedido de assumir, caso o TSE rejeite este último recurso. Aguardemos, portando!

Nada muda

A Justiça suspendeu a eleição marcada para hoje, visando eleger a nova Mesa Diretora da Câmara de Itabaiana. Com esta decisão, a vereadora Ivoni Lima de Andrade (MDB) permanece como a presidente eleita para comandar o legislativo itabaianense e partir de 2019. Os vereadores contrários à suspensão da eleição que aconteceria nesta quarta prometem recorrer. Então, tá!

Auxílio vergonha

Não passou de lorota aquela conversa de acabar com o vergonhoso auxílio moradia para juízes e promotores. Ontem, o Conselho Nacional de Justiça ressuscitou o vergonhoso adjutório, que havia sido extinto em troca do reajuste salarial de 16% para os magistrados. Diante da decisão do CNJ, o Conselho Nacional do Ministério Público também deve regulamentar o auxílio moradia para procuradores e promotores. Êita Brasilzão sem jeito!

Mudança no PIB

Os cinco municípios com maiores PIB são Aracaju (42,4%), Socorro (6,0%), Itabaiana (4,2%), Estância (3,9%) e Lagarto (3,6%). O fato novo do levantamento foi Itabaiana ter ultrapassado Estância. Segundo o estudo feito com base em dados do IBGE, os cinco municípios com os piores índices do Produto Interno Bruto são Amparo de São Francisco (0,07%), Telha (0,08%), Pedra Mole (0,08%), General Maynard (0,08%) e São Francisco (0,09%). A capital Aracaju concentra 42,4% do PIB sergipano.

Teje presa

Depois da prisão do deputado federal eleito Valdevan Noventa (PSC), agora foi a vez da assessora dele, Karine Liberal, ir em cana. Ela recebeu voz de prisão enquanto prestava depoimento na Polícia Federal. Acusados de comprar votos, Noventa e o assessor Evilásio Cruz estão presos sob a acusação de coagir testemunhas do inquérito. Além dos três, a PF está atrás de João Henrique, outro assessor do deputado e que também é acusado de repassar dinheiro aos eleitores. Cruzes!

Casa nova

A turma da Rede Sustentabilidade vai se filiar ao PPS. A filiação em massa está marcada para às 20h desta quarta-feira, no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Aracaju. A troca de partido se fez necessária porque a Rede não atingiu a cláusula de barreira nas eleições passadas. Entre os novos filiados do PPS estão o senador eleito Alessandro Vieira e os deputados estaduais eleitos Georgeo Passos e Kitty Lima.

Despedida tucana

E o senador Eduardo Amorim (PSDB) fez, ontem, um discurso de despedida do parlamento. Segundo ele, a pobreza e a miséria são sintomas de que as coisas vão mal no tecido social. “Por isso, tomei para mim a missão de sair dos centros cirúrgicos, e há 12 anos estou no Congresso cuidando da dor social”. O parlamentar tucano jura ter trabalhado “incansavelmente no Senado para dignificar cada um dos mais de 600 mil votos”. Ah, bom!

 Aqui não, violão!

O governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) não pode rever a demarcação da reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Quem garante é Carlos Ayres de Britto, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal: “A decisão transitou em julgado. Para os índios, é direito adquirido”, disse Britto ao jornal O Globo. Segundo o constitucionalista sergipano, “quem defende a revisão dos direitos dos indígenas sobre suas terras demonstra que não compreende a Constituição”. Homem, vôte!

Recorte de jornal

Publicado no jornal laranjeirense O Horizonte, em 5 de fevereiro de 1886.

Resumo dos Jornais